Mule ou scarpin?

Scarpin ou mule? Que tal apostar em um calçado com uma modelagem mais original? A inspiração para você compor seu look de sábado é este modelo de mule, que sugere estar com a parte traseira dobrada, dando assim, uma interpretação mais autêntica.

BeFunky Collage

Sabe aquele look de sábado simples, que você ama, se sente bem e é mega confortável? Mas, que no fim do dia você precisa ou quer parecer mais fashionista? Então, olha só: essa proposta é uma opção interessante e cheia de personalidade, pois o calçado possui um design diferenciado, mais minimalista, com um acabamento metalizado também, já impõe mais presença. Ou seja, aquela produção que durante o dia foi com tênis, poderá ser transformada e ganhará mais “punch” apenas com a mudança de um calçado!

Gostou? Conta aqui e deixa sua opinião, ok?!

 

Decote “V”

Sabe quando um detalhe é o que faz a diferença em todo o look? Pois bem, esse é o caso da inspiração para você compor seu look de sábado!

fd78894d4770cd1397dc22463d317119

Trata-se de uma nova proposta de scarpins, com decote em “V”, menos recortado que a modelagem tradicional, e salto fino baixo. Tudo isso, proporciona ao resultado final da produção mais personalidade. Na hora de coordenar, pense em calças de barra mais curta ou saias que mostrem o detalhe do calçado, resultando em um look moderno e impactante.

Botinhas estilo Coachella – 2ª Edição

Ano passado já tinha feito um post com o mesmo título (eu sei!), falando das botinhas que sempre dão muita identidade aos looks vistos durante este festival, em que a moda é tão importante quanto a música. Por isso, este ano tem a sequência!

BeFunkyCollage2

As produções observadas no Coachella sempre tem uma mistura estilos desde o chapéu, passando pelas peças de roupas até os calçados, tudo isso com pitadas fortemente reconhecidas de boho; por conta das franjas, gipsy com correntes e algo meio western com a presença de fivelas. Entretanto, a grande protagonista destes looks são as botinhas, em geral de cano curto, mas com detalhes que fazem a diferença.

Dá uma olhadinha nas inspirações:

Slide1

  1. Bota preta de couro, de cano curto, com salto grosso e baixo, cabedal de bico redondo e 3 tiras com ponteiras e fivelas prateadas, da Cravo e Canela na Zattini.
  2. Bota cinza em material acamurçado, de cano curto, de salto grosso e baixo, cabedal de bico arredondado com desenhos em hotfix e 3 tiras com fivelas prateadas, da Luiza Barcelos na Zattini.
  3. Bota de couro na cor caramelo escuro, de salto médio grosso, cabedal de bico arredondado, de cano curto dobrado com detalhe de tiras, como se fosse um cinto que passa várias vezes ao redor do cano, com amarrações, hotfix e fivela, da Raphaella Booz na Zattini.
  4. Bota marrom claro, de camurça, de salto médio grosso, cabedal de bico redondo com ponteira desgastada, dando um efeito diferente de coloração, de cano curto e detalhes de 3 tiras desencontradas com fivelas e passantes em ouro velho, da Dumond na Zattini.

Todos este modelos de botinhas são fáceis de serem coordenados em propostas de looks à la Coachella, como não possuem saltos muito altos são confortáveis, práticos em momentos mais despojados e que destacam a produção com muita personalidade e presença.

 

Calçados de Casamento: D’orsay – Curadoria Especial

Depois do scarpin e da sandália, talvez o calçado mais clássico que existe seja o d’orsay. Muita gente acaba confundindo e denominando também de scarpin, entretanto sua principal diferença está na modelagem, que separa gáspea de parte traseira, fazendo com que o calçado seja composto por duas peças, em alguns modelos há a presença de uma tornozeleira ou alguma delicada amarração. Mas, saiba que existe também o semi d’orsay que possui apenas uma das laterais aberta.

Slide1

Pensando nas noivas que buscam uma opção prática e mais acessível, fiz uma curadoria especial com alguns modelos de d’orsay, vem ver:

Slide2

  1. D’orsay clássico dourado, de material sintético e acabamento envernizado, gáspea de fico fino, parte traseira fechada e salto médio fino, da Drezzup na Zattini.
  2. Semi d’orsay nude de couro, cabedal de bico fino em peça única com lateral interna aberta, de salto alto fino, da Santa Lolla na Zattini.
  3. D’orsay dourado rosado, de couro com acabamento acamurçado, gáspea de bico fino com aplicação de pedrarias, parte traseira fechada com tornozeleira e salto tipo kitten heel, da Shoestock na Zattini.
  4. D’orsay vermelho, de couro com acabamento nobuck, gáspea amendoada com recortes ondulados no decote, parte traseira fechada com tornozeleira e salto médio grosso, da Capodarte na Zattini.
  5. D’orsay clássico azul, gáspea de bico fino de acabamento acamurçado, parte traseira fechada com acabamento envernizado e de salto alto fino, da Dumond na Zattini.

Viu só quantas opções interessantes de d’orsay para deixar seu look de noiva ainda mais incrível? Mas, vem cá, vamos conversar mais um pouquinho: é importante destacar que os modelos d’orsay são calçados justos ao pé, por isso quando novos podem provocar algum tipo de lesão nos pés. Esteja atenta a essa possibilidade e previna-se antes do uso “oficial”. Porém, se você tem o pé muito magrinho, saiba que talvez ele saia do pé ao caminhar, assim a melhor coisa é escolher os modelos com tornozeleira, garantindo maior segurança. Outra informação é que pelo fato de ser um calçado de design clássico, os modelos tradicionais, em sua maioria são com saltos fino e alto, portanto pense cuidadosamente no seu desejo e observe se você está habituada a usar este tipo de salto. Por outro lado, eu diria que a maior vantagem do d’orsay é possuir o design clássico, que sai do habitual scarpin, transmitindo assim, um perfume mais sofisticado e original à sua produção de noiva.

Salto baixo?

Nem todo sapato precisa ter um salto mega alto para deixar o look incrível! Todo sábado mostro modelos por aqui, de saltos bem altos e admito que estes tem o poder de chamar a atenção. Por outro lado, é interessante ir experimentando novas propostas de calçados, com outros tipos de saltos e buscar perceber o quanto é possível ousar na modelagem, no design e trazer  mais originalidade, dando assim, a sua cara à sua produção.

 

BeFunkyCollage

 

A inspiração é o modelo d’orsay é da marca de Sarah Jessica Parker, possui salto baixo acabamento de verniz e o que faz toda a diferença é a tira na parte central do pé com uma fivela grande, bem marcante, como se fosse um cinto no peito do pé.

Este tipo de calçado traz à produção um estilo mais boyish, ou seja, tem pinceladas na produção do guarda roupa masculino, o que imediatamente chama à atenção e determina mais personalidade e presença.

Scarpin Branco

Sei que tem muita gente por aí que deve torcer o nariz quando o assunto é sapato branco, até porque não é muito fácil de se coordenar na hora de montar a produção. Mas, fato é: os scarpins brancos vem com tudo nesta temporada primavera/verão nas mais diversas modelagens (bico fino, redondo, mais ou menos decotado no cabedal), acabamentos (lisos, acamurçados, texturas, verniz etc), porém sempre em salto finos que podem variar quanto a sua altura.

Slide2

Dá só uma espiadinha nas inspirações:

Slide11. Scarpin branco liso, de salto alto fino e cabedal de bico fino, da Via Uno na Zattini.

2. Scarpin branco liso, de salto alto fino e cabedal de bico redondo, da Jorge Bischoff na Zattini.

3. Scarpin branco envernizado, de salto médio fino com acabamento dourado, cabedal de bico semi fino e detalhe dourado no vira, da Le Bianco na Zattini.

4. Scarpin branco liso em couro, de salto fino tipo kitten heel (salto baixo), cabedal de bico fino e decote discreto, da Shoestock na Zattini.

O scarpin branco é uma boa opção para ambientes de trabalho mais formais se coordenado com peças de cores mais sóbrias, por exemplo um vestido clássico ou um conjunto de calça e blazer de alfaiataria, trazendo um ar mais fresh para o look. Já em outras ocasiões, jantares de fim de ano, confraternizações com os amigos, onde se pode mesclar peças menos formais, como calça jeans e camiseta, saias mais despojadas e modernas, o resultado pode ficar  surpreendente, moderno e com muita personalidade.

Kitten Heel

Lembra que há pouco tempo contei rapidamente do kitten heel, no Facebook? Pois bem, como prometido, hoje é a vez de abordar cuidadosamente o tema que promete ser tendência nesta temporada primavera/verão 2018.

O kitten heel é um tipo de salto, que se destaca por ser de altura baixa, não ultrapassando 4,5 cm e ligeiramente curvado para trás. É também chamado de salto gatinha e proporciona às produções uma imagem anos 50.

Nesta próxima temporada primavera/verão promete ser febre nos calçados femininos, nas mais diversas modelagens, scarpins, salomés, d’orsays, sandálias, tipo chanel, mules entre outros.

Slide2

Dá só uma olhada nas inspirações:

Slide1

  1. Modelo de scarpin alaranjado com cabedal de bico fino, em material acamurçado e salto kitten heel, da Arezzo.
  2. Modelo tipo chanel vermelho, com cabedal de bico fino, acabamento envernizado e salto kitten heel, da Schutz.
  3. Modelo tipo boneca, com gáspea de bico fino, parte traseira fechada com tornozeleira de fechamento e fivela, em material acamurçado amarelo e salto kitten heel, da Luiza Barcelos.
  4.  Modelo tipo salomé preta, gáspea de bico fino com tira central em “T”, que sobe até se encontrar com a tornozeleira para fechamento com fivela, com fixação em uma tira presa à parte traseira do calçado, acabamento envernizado e salto kitten heel, da Santa Lolla.

Os modelos de calçados com salto kitten heel, independente da modelagem, podem ser uma boa opção para mulheres altas, mas que queiram usar um salto mais discreto, ou  para quem não esteja tão acostumada a usá-los ou então, para quem tenha alguma dificuldade para usar saltos mais altos. Porém, esteja ciente de que é um salto que achata a silhueta, portanto cuidado ao usar peças que contribuam para isso. A melhor indicação é: ouse no calçado e equilibre com peças mais práticas, do seu dia a dia. E saiba: este é um tipo de calçado que adiciona uma originalidade aos looks, trazendo informação fashionista e cheia de estilo à sua produção.