PRATEADO FLAT

Não resta dúvida alguma de que os metalizados ganharam força e estão sendo o hit da estação,especialmente os prateados.
Eles causam impacto aos looks e dão muita personalidade à quem se arrisca em usar. Aliás, arriscar-se não é bem a palavra, pois quem tinha um certo receio se jogou tanto que hoje nem é mais considerado uma cor de calçado perigosa. Este é o grande trunfo da moda, tentar novas possibilidades e se descobrir confortável.

 
Ainda sim para quem gosta de modelagens mais “lights” é possível usar o metalizado como é o caso desta flat Alexis Isabel, ideal para domingos quentes em que se deseja mais força à produção, mas sem abrir mão do conforto.
Este modelo de sandália flat ou rasteira pode ser coordenado com diversas peças do seu armário sejam; vestidos, saias, shorts de alfaiataria ou jeans, calças etc. E assim, o resultado final ganhará muita informação de moda

Slide Minimalista

As slides estiveram super presentes no verão passado e nesta temporada continuaram firmes, mas aos poucos começam a ganham modelagens diferenciadas, uma delas são as flats com um perfume mais minimalista.

Dá só uma olhada nas inspirações:

 

Modelo em marrom havana, solado flat e com recorte na parte superior da gáspea, da S2 Shoes, na Dafiti.

Modelo slide com solado branco, palmilha e gáspea em preto, da Bruna Rocha na Passarela.

As slides minimalistas possuem um design mais limpo, com solado mais leve visualmente e geralmente em preto e cores mais neutras.Na hora de montar a produção boas sugestões são looks com referências arsty, confy ou até mais básicas. Tudo se resume a um resultado final mais limpo e com informação de design, cheio de identidade.

Frescor flat

Nesse calorão todo que tem feito ultimamente, domingo é dia de desfrutar ao máximo, aproveitar os dias de sol, curtir com os amigos, com a família e para isso, nada melhor que um calçado confortável.

 

Assim, uma boa escolha é um modelo flat como esse exemplo, da Hérmes, de modelagem simples, mas com muita personalidade por conta do design da gáspea. É um modelo que pode ser coordenado facilmente com qualquer os mais diversos estilos de looks, seja saia, vestido, calça jeans ou alfaiataria. O resultado final fica sempre muito interessante, com uma arquitetura de corpo bem clean e dá um ar mais fresh.

Sandália com recortes à laser

As sandálias com recortes à laser são também chamadas de cut caged, algo como recortes enjaulados. Elas não são exatamente uma novidade nas coleções sandálias, já vem aparecendo há algumas temporadas das marcas e permaneceram. Mas, é uma modelagem de calçado que traz um certo ar de sofisticação, elegância  e ao mesmo tempo um perfume mais moderno para as produções, por conta do efeito dos recortes.

 

Dá uma olhada nas inspirações:

1. Rasteira em creme com recortes na gáspea, da Guilhermina Shoes.

2. Sandália rasteira metalizada com gáspea recortada e fechamento de fivela, da Anacapri.

3. Sandália branca com salto médio grosso, cabedal todo recortado à laser, detalhe de pedrarias na parte central do pé e fechamento tipo tornozeleira, da Ramarim.

4. Sandália caramelo de material acamurçado, salto grosso médio/alto, cabedal recortado à laser que cobre parte do tornozelo e fechamento de fivela lateral, da Parô.

5. Sandália nude de material acamurçado, salto alto fino, cabedal recortado à laser que envolve boa parte do tornozelo e fechamento lateral com duas fivelas, da Carrano.

Os recortes à laser estão disponíveis nas mais diversas modelagens de sandálias, desde as rasteiras, passando por várias alturas e tipos de saltos. É uma possibilidade que traz aos looks um perfume mais glam e permite coordenar tanto looks de inverno quanto de verão.

Ar Relax

Nessa época do ano muita gente por aí está desfrutando de uns dias na praia, local onde se permite uma produção mais despojada e com um ar mais relax.

Para isso sandálias como as avarcas, são uma ótima escolha, adicionam uma pegada mais handmade, oferecem extremo conforto e ao mesmo tempo acrescentam informação de moda os looks.

Recarregar energias

Dentro de alguns dias estarei indo para a praia e acho que uma das coisas que mais gosto na praia é de poder pisar na areia, na areia fofa e deixar a água bater nos pés. Não sei explicar exatamente mas, pensar nisso, me fez chegar até aqui para conversarmos um pouco sobre isso.

 

A verdade é que poder colocar os pés no chão, transmite uma sensação de troca de energias, permite a possibilidade de pensarmos em uma renovação, seja qual for.

Todo começo de ano custa a entrar no ritmo, muita gente está de férias e assim, tudo corre em um tempo diferente, talvez mais lento. Quem pode dar uma espairecida na praia, pode se permitir reflexões ali de frente para o mar. Pensar no que foi? Já foi, mas a grande sacada penso que seja o sentimento de renovação, de se dar o direito de sonhar com o novo, de ser mais otimista e de fato, querer ser uma pessoa melhor.

Portanto, se você tiver a oportunidade, seja onde for, na fazenda, na praia ou no seu quintal de casa, experimente colocar os pés no chão e sentir essa troca, recarregue suas energias. Experimente o novo, tenha pensamento positivo, seja de fato otimista com o seu futuro que começa a ser escrito no momento em que você desejar, afinal de contas, tudo é contado a partir do SEU tempo.

Mule Loafer aberta dourada

Que os metalizados estão bombando não nos resta dúvida, não é mesmo?! Alem disso um modelo que tem aparecido muito pelas vitrines por aí são as mules baixas, tipo rasteira, com com modelagem que faz referência aos loafers, calçado tipo slipper, com pala recortada no cabedal. Assim, hoje é a vez de destacar a mule tipo loafer, aberta e metalizada.

  

 Dá só uma espiadinha nas inspirações:

1. Mule aberta estilo loafer, com solado branco, palmilha interna e gáspea com pala ouro velho, da Aletza.

2. Mule aberta estilo loafer, saltinho rasteiro, palmilha interna e gáspea com pala em tressê specchio dourado e debrum amarelo, da Blue Bird Shoes.

3. Mule aberta estilo loafer, de saltinho rasteiro, palmilha interna dourada e gáspea com pala toda cortada à laser, dando efeito vazado com referências marroquinas, da Ferruci.

4. Mule aberta estilo loafer, de saltinho rasteiro de borracha, palmilha interna e gáspea com pala dourado liso, com detalhes de aplicação de pedrarias, da Tabita.

Este tipo de calçado possui a vantagem de ser extremamente confortável, de acordo com o que o verão pede, dando um ar fresco, leve e ao mesmo tempo garante um perfuminho glam ao look. Podendo ser coordenado com peças para um lifestyle bem praia e também em ocasiões onde se quer dar um toque de sofisticação sem tem que acrescentar um salto à produção.

Slide Specchio

Nestes últimos dias do ano, muita gente já está em clima de férias e busca produções mais leves e frescas. Uma boa escolha são as sandálias tipo slide specchio, que estão super em alta, fazem referência a um tipo de chinelo clássico dos anos 1980. Mas, desta vez,  foi remodelado com um design e acabamentos specchio, que dá a ideia de espelhado e ultra moderno.

O slide se destaca por ser um calçado de construção simples, se resumindo a apenas um solado branco e gáspea de material metalizada chamado specchio.

Dá só uma olhada nas inspirações:

1. Slide de solado branco liso e gáspea specchio, da Anacapri.

2. Slide de solado ligeiramente tratorado, gáspea specchio e detalhe para o par, com uma estampa central de cílios e o outro pé de olho aberto, da Fiever.

3. Slide de solado emborrachado branco, acabamento de vivo tipo corda e gáspea specchio, da Equipage na Dafiti.

4. Slide de solado tratorado e gáspea specchio, da Brenda Lee na Passarela.

O acabamento metalizado vem se confirmando cada vez mais como uma tendência, que preenche os looks com muita originalidade, assim produções que já são a cara do verão ganham ainda mais estilo com os slides specchio metalizados.

Avarca Prateada

As sandálias avarcas que também podem ser chamadas de menorquinas, recebem esse nome porque eram feitas – originalmente- pelos próprios usuários, agricultores da ilha de Menorca na Espanha. Eles usavam como uma forma de proteger os pés do calor escaldante da região.

A modelagem possui uma construção simples, de gáspea larga e alça traseira para sustentação, usando o couro como matéria prima do cabedal e na sola reutilizavam restos de pneus.

Já temos visto as avarcas em coleções primavera/verão passadas, desta vez ela vem com ainda mais informação de moda. Preserva todo seu design de modelagem tradicional, mas em consonância com a tendência prata e metalizada.

 Dá uma olhada nas inspirações:

1. Avarca com solado branco, palmilha interna marrom, gáspea prateada parte traseira com amarração de tornozelo prata, da Ana Mello.

2. Avarca de solado flat, palmilha interna marrom, gáspea texturizada prata, parte traseira com tira transpassada marrom e fechamento de fivela, da Bebecê.

3. Avarca com solado flat, palmilha interna marrom, gáspea prateada e parte traseira marrom clara, da Adriana K.

4. Amarca com solado flat, palmilha interna marrom clara, gáspea vazada prateada, parte traseira com amarrações de tornozelo prata, da FiveBlu Dafiti.

5. Avarca com solado flat marrom claro, gáspea prateada croco de efeito sutil, parte traseira com tiras transpassada e fechamento de fivela, da Dafiti Shoes.

Esta modelagem de sandália rasteira é a cara do verão, transmite uma imagem de looks mais confortáveis e despojados, justamente por ter uma vibe rústica, meio handmade. Mas ao mesmo tempo, dão identidade e informação de moda, ainda mais quando falamos de metalizados que podem ser coordenados com as mais diferentes peças, desde short, passando por vestidos e até calças boyish.

Crônica de um sapato anunciado

Recentemente passamos pela mundialmente famosa Black Friday, que rapidamente foi apelidada de Black Fraude aqui no Brasil, o que me fez pensar que poderia ser uma boa oportunidade de discutir o assunto, por um outro ângulo além da ousadia de muitas empresas, site, marcas e afins quererem ludibriar o consumidor.

É incrível ver como brilham os olhos de qualquer pessoa, a possibilidade de poder fazer uma barganha e pagar mais barato seja o produto que for, do imprescindível celular de última geração, passando pela máquina de cupcakes que sempre vai ficar lá tomando pó num cantinho esquecido, que raramente você vai se lembrar de usar, a não ser em um primeiro momento de empolgação da nova aquisição, chegando ao esmalte com microesferas de diamante que irão deixar suas unhas impecáveis e aquele par de calçados à la Cinderela, que irá mudar sua vida.

São nestes dias que muita gente por aí, põe seu orçamento a perigo, se endivida e na realidade, muito pouco provável fosse necessária a compra. Não é verdade?

É um tal de baixar app de tudo quanto é lugar, para fazer comparações de preços, qualidades, produtos e por aí vai…

 

E então, quando o foco são os calçados  nasce uma nova discussão: “crônica de um sapato anunciado“, já que para muitas pessoas (homens -sim!- e mulheres) um calçado em oferta é algo profundamente sedutor, que beira o irracional.

Naturalmente, calçados são peças fundamentais em nosso guarda roupas, precisamos deles para resguardar a saúde dos nossos pés.

A sedução das promoções de calçados é uma verdadeira quimera, faz muita gente por aí perder a cabeça. E… infelizmente, fazer más escolhas.

Em momentos de insanidade como esses de liquidações parece que brota uma sementinha dentro de muita gente que; se não adquirir tal modelo será o fim do mundo, mas após comprado se dar conta de que aquilo é algo de baixíssima qualidade, portanto se desintegrará com pouco tempo de uso, assim até que ponto isso foi barato? Ou… é feio, tão desajustável à combinações e assim, nada se coordena. Ou você é uma pessoa que em seu ambiente de trabalho só pode usar peças formais e é uma sedentária convicta, compra aquele tênis de última geração e ele ficará lá – no armário- criando teias de aranha. Deste modo, a recíproca também é verdadeira, porque se sua rotina pede calçados baixos e você compra um modelo belíssimo e altíssimo, que praticamente pede uma escada Magirus para caminhar e ele ficará lá, criando mofo e sem a menor função, por conta da sua impossibilidade de uso, anti conforto e nada funcional para o seu estilo de vida.

Y así pasan los días…