Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Tênis e Oxford

E… por que não escolher como calçado para o seu casamento um oxford ou tênis?

Você deve ter visto por aqui quantos são os modelos e modelagens de calçados que você pode optar como o seu calçado de noiva, não é mesmo? Mas, também é importante você ter uma ideia de como e onde será sua festa e também, qual o tipo de calçado que tenha mais coerência com a sua personalidade, independente de dizerem que usar um belo salto alto seja mais bonito que um tênis. Acredite em você mesma, e no que te fará mais feliz! Pense, com carinho e veja, se de repente o seu estilo não combina mais com um tênis!

BeFunkyCollage

Assim sendo, estou aqui pra isso! Para te mostrar que sim, há possibilidades bem legais de calçados de amarrar planos, como tênis e oxford, modelos sem salto que podem ser usados tranquilamente como o “Seu” sapato de noiva.

O oxford é geralmente um calçado de couro sem salto, de amarrar, com ilhoses discretos para disfarçar o laço. No início do século XIX era usado originalmente pelos estudantes da Universidade de Oxford, dai o nome deste modelo. Mais tarde, durante a belle époque acabou virando moda entre as mulheres.

Já o tênis é um modelo bastante contemporâneo, o destaque essencial é que é um calçado desenvolvido para sustentar o pé durante a prática de esportes, trazendo maiores resultados de desempenho e preservando a saúde de todo o corpo por conta dos impactos. Com o passar do tempo, este calçado foi saindo apenas das academias e ganhar às ruas, e na década de 1980 estava super em alta na moda.

PicMonkey Collage

Os tipos de acabamentos como rendas, bordados, tipos de materiais com glitter e brilhos para estes modelos podem ser o responsável pelo toque de adequação à situação, dando mais sofisticação à sua produção. E também, darão ao seu look uma personalidade única e forte, cheia de atitude. Acredite nisso!

Portanto, optar por essas modelagens de calçados planos pode ser uma boa opção para quem costuma ter problemas com calçados mais rígidos, isso porque, os tênis possuem um acabamento interno mais elaborada e que resguarda mais a saúde dos pés, assim como os oxfords. E no balanço final, estes calçados poderão trazer maiores benefícios aos seus pés, assim como maior segurança e conforto.

 

Sandal boot

Certamente você já deve ter visto bastante este tipo de calçado por aí! Talvez não esteja ligando o nome à pessoa, mas garanto que este é um do modelos de sapato que promete ser tendência nesta primavera/verão.

As sandal boots tem uma modelagem semelhante as open boot, mas o que diferencia uma da outra?

As open boot tem um cabedal em peça única, como de uma bota de cano baixo com fechamento de zíper traseiro ou lateral, deixando poucos dedos aparentes. Já as sandal boots tem um cabedal assandalhado, ou seja, peça frontal mostrando poucos dedos e a parte traseira com uma tira que envolve o calcanhar exposto, com sistema de fechamento com fivelas.

Slide1

Dá só uma espiadinha nas inspirações:

Slide2

  1. Sandal boot de salto alto grosso preto, solado tratorado preto, cabedal liso em couro preto e fivela de fechamento prata, da Cravo e Canela.
  2. Sandal toe boot de salto alto grosso com acabamento em efeito texturizado, cabedal branco e fivela de fechamento ouro velho, da Santa Lolla.
  3. Sandal  boot de salto médio grosso tratorado branco, solado tratorado branco, cabedal caramelo acamurçado e tira de fechamento em ouro velho, da Bebecê.
  4. Sandal boot de salto médio grosso fachetado em bege com acabamento de tacão tratorado branco, solado branco tratorado, cabedal em material acamurçado na cor bege claro, da Ramarim.

A sandal boot pode ser considerada um calçado assandalhado, portanto uma boa opção de calçado primaveril, já que não é para dias muito quentes, nem de muito frio. Quanto à composição da produção não há muito segredo, pois trata-se de uma modelagem com um perfume bem urbano, que pode ser coordenado com as mais diversas peças, em looks mais básicos, minimalistas, ou boyish, ou boho, gipsy, portanto é eclético e dependerá exclusivamente do que combinar mais com seu estilo.

Calçados para Casamento: Modelos e Modelagens – Open Boot

Opções de modelos e modelagens de calçado é o que não faltam para que as noivas possam encontrar aquele modelo que tenha mais a ver com a sua personalidade e seu estilo, ou seja, tem para todos os gostos!

E dentre tanta oferta de modelos, uma delas é a open boot, um modelo abotinado, de cano baixo, com a parte frontal aberta, deixando alguns dedos à mostra, fechamento lateral ou traseiro de zíper e em geral de salto alto fino. Trata-se de uma modelagem que mescla sandália com bota.

lookopenBeFunky Collage

As open boots podem ser uma boa opção para noivas que já estejam habituadas a usar salto e queiram transmitir uma imagem bastante forte, com uma pegada mais sexy, resultando em um look bem autêntico, onde a personalidade da noiva ficará bem evidente.

1PicMonkey Collage

As modelagens de open boots para noivas devem ter cabedal em material com transparência (tule ou voil) com acabamentos bordados, ou com pedrarias e cristais, isso porque o calçado acaba ficando com uma aparência menos impactante e portanto mais delicada e feminina.

Porém lembre-se daquele fiel conselho que sempre destaco por aqui: calçados de salto são calçado de salto, podem causar algum tipo de desconforto quando muito novos. Por isso, use-os antes, experimente, teste ao máximo para evitar lesões futuras. E esteja ciente do tipo de cerimônia e festa que será, analise cuidadosamente o quanto irá ter que se deslocar, para não se cansar rapidamente com o calçado eleito.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Salomé

Lembra que semana passada falei aqui que o modelo mary jane era uma variante do scarpin? Pois bem o modelo salomé, tema de hoje, também pode ser considerado uma outra variante de modelagem, é uma outra derivação do modelo clássico de scarpin que com o tempo foi evoluindo e ganhando outra nomenclatura. A grande vantagem disso é que podemos ter mais opções de calçados a nossa disposição!

BeFunkyCollage

O salomé se caracteriza por ser um tipo de calçado com uma tira central no peito do pé, esta tira se junta a uma outra, estilo tornozeleira formando um “T” central, por isso é também chamado de “T-bar”. É um calçado com uma identidade anos 20, com um toque retrô. Originalmente possuía cabedal de bico redondo e salto médio grosso do tipo cone. No entanto, com o tempo, a modelagem foi evoluindo e hoje é possível encontrar modelos de bico fino, quadrado, alguns até aberto deixando poucos dedos aparentes, e quanto aos saltos de alturas e espessuras diferentes.

voBeFunky Collage

Gosta deste modelo e quer optar por ele como o seu calçado de noiva? É uma boa opção para noivas que querem dar um estilo de época ao seu look, possui a vantagem de maior segurança, por conta do detalhe em “T” nos pés, garantindo assim, maior fixação dos pés no sapato. Outro atributo positivo é que muito modelos são bordados com delicados canutilhos e pedrarias costuradas sob o modelos, dando um toque sofisticado e elegante aos modelos.

Independente do seu vestido ser longo, portanto pouco visível ou curto deixando aparente o calçado, ele garante muita elegância e um ar clássico ao mesmo tempo, cheio de identidade à sua produção de casamento. Porém, vale pensar também, se o modelo eleito conversa com a sua identidade e seus hábitos.

Mas, lembre-se: este é um calçado como outro qualquer, exige atenção e cuidado no momento da escolha. Então, experimente bastante antes do dia em que usará, faça com que ele vá se moldando ao seu pé, saiba exatamente onde ele poderá te causar algum tipo de incômodo e previna-se! Para que no dia você possa aproveitar ao máximo, sem ter que se desgastar com algum tipo de lesão que poderá te provocar.

 

 

 

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Mary Jane

Talvez você esteja se perguntando o que é um calçado mary jane, não é mesmo?! Pois bem, a resposta é simples, é o popular modelo boneca.

O modelo mary jane é uma derivação do design do famoso scarpin, e se caracteriza originalmente por possuir cabedal único de bico redondo, com detalhe de uma tira no peito do pé com fivela de fechamento nas laterais e salto grosso médio.

PicMonkey Collagemodelos

Com o tempo este modelo foi ganhando novas releituras de modelagens, mais modernas e portanto com variações de salto mais fino e alto, meia pata, cabedal com outros tipos de bico (fino, quadrado, por vezes aberto tipo peep toe, etc) e a transferência da tira central para o tornozelo como uma espécie de tornozeleira.

PicMonkey Collage5

Optar pelo mary jane pode ser uma boa pedida para noivas que queiram um scarpin, mas que por terem o pé muito magrinho, tem medo que ele saia do pé ao caminhar. Por isso, tirar proveito deste modelo pode ser a saída, porque possui uma espécie de pulseira que te oferece mais segurança e conforto. Outra vantagem é que normalmente ele possui saltos mais robustos, ou seja, não são tão finos e isso dá mais estabilidade ao caminhar.

Em relação ao vestido é um calçado fácil e prático de se coordenar, podendo ser combinado tanto em modelos mais longos e não possui desvantagens como por exemplo, em alguns modelos de sandálias , assim como em modelos curtos com um estilo retrô, ganham um toque todo especial e cheio de personalidade.

Naturalmente como já falei em outros posts, tudo dependerá do seu estilo para escolher o calçado adequado, o que faz com que você de fato se identifique e se sinta bem. Mas é importante ressaltar que; o mary jane é um calçado “meio termo” para quem deseja um modelo de salto, para alguém que não quer algo muito alto como os tradicionais scarpins ou que não tem hábito de usar salto e por outro lado, não pensa em optar por modelos como sapatilhas, por exemplo.

 

Tamanco de salto grosso

Antes de começar este post vamos esclarecer uma coisinha, ok?! A verdade é; tem muita gente por ai confundindo mule com tamanco. Por isso, acho importante antes de tudo dar uma breve explicação sobre isso. A mule é um calçado com a gáspea – parte frontal do calçado- fechada e parte traseira aberta, tradicionalmente com modelagem de bico fino, salto fino e inspiração Chanel. Já o tamanco se diferencia do modelo anterior por possuir a parte frontal aberta, permitindo com que os dedos fiquem aparentes, semelhante a uma sandália e a parte traseira também é aberta. Explicações devidamente dadas, vamos em frente!

Nesta próxima temporada primavera/verão as mules se destacam em cores marcantes, tira única que cobre boa parte do peito do pé e em salto de médio a alto grosso.

Slide1

Dá uma olhada nas inspirações:

Slide2

  1. Tamanco de salto quadrado, de altura média, com gáspea que cobre parte do peito do pé, deixando 4 dedos aparentes, em camurça na cor vermelha, da Vicenza.
  2.  Tamanco de salto quadrado médio, com gáspea que cobre todo o peito do pé, em camurça azul caneta, deixando 2 dedos aparentes, da Mariotta.
  3. Tamanco em material acamurçado na cor marrom havana, com aplicação de brilhos por toda a parte externa do salto alto grosso, gáspea lisa que cobre todo o peito do pé, deixando 2 dedos aparentes, da Tabita.
  4. Tamanco de salto médio grosso fachetado (que se parece com madeira), solado amadeirado e gáspea com costura central metalizada que cobre todo o peito do pé, deixando poucos dedos aparentes, da Raphaella Booz.

Em tempos em que se fala tanto de minimalismo os tamancos possuem uma construção simples, mas que quando ganham cor impactam ainda mais as produções. Portanto, resultado em uma composição elaborada e simples, ao mesmo tempo.

 

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Sapatilhas

Talvez seja pretensão minha, mas se tem alguém que entende de sapatilha esta pessoa sou eu, modéstia a parte! Falo isso com propriedade tanto do ponto de vista de quem usa, portanto já sofri vários problemas por causa delas e também sob a visão de uma pessoa que estuda o assunto, já até escrevi um artigo sobre o tema, leia aqui! Óbvio que deve ter gente que entenda muito mais que eu, né, claro!

Você então, provavelmente, esteja se perguntando porque estou falando isso, não é mesmo?! Pois bem, fiz esta breve introdução para te pôr a par de tudo que estou falando, falo com o máximo conhecimento de causa.

Sou apaixonada por sapatilhas, acho um tipo de calçado super versátil, que cai bem em praticamente todas as ocasiões, exceto academia, de resto não vejo restrições. E digo mais: acho muito mais elegante usar um bom modelo de sapatilha super elegante, do que usar um scarpin super alto. Ou seja, minha conclusão é: salto alto JAMAIS é sinônimo de elegância e sofisticação. Não que eu não ache bonito usar salto, muito pelo contrário. Acho lindo sim! Mas, acho que se você não estiver muito habituada a usar um salto fino, você irá estragar toda e qualquer produção. Além do mais, as sapatilhas podem ser a salvação tanto para quem tem dificuldade ao caminhar de salto e até para mulheres muito altas.

Por isso, seja lá o seu motivo, se você quer um modelo de sapatilha para ser seu calçado de noiva, saiba que você poderá ter o que quiser. Atualmente, existem modelos de sapatilhas ultra sofisticadas e que deixarão seu look, incrivelmente maravilhoso, igualmente se sua escolha tivesse sido um modelo de salto.

1sapatilhasPicMonkey Collage

As sapatilhas podem ser encontradas na modelagem que você sonhar, desde as mais clássicas com cabedal de bico redondo, bico fino, passando pelos estilos d’orsay, lace up, chanel, tipo peep toe etc.

2sapatilhasPicMonkey Collage

O grande trunfo das sapatilhas é justamente o fato de serem calçados planos, sem salto e no caso dos modelos de noivas o que os torna tão especiais são os tipos de acabamentos, como bordados em pedrarias, canutilhos, cristais, forrados com tecidos nobres, enfim que transmitam essa imagem de glamour e sofisticação.

Mas, uma coisa é importante falar: não pense que por ser um calçado de salto, você estará isenta de algum tipo de lesão. Infelizmente, não! As sapatilhas, assim como qualquer calçado novo, pode sim te machucar e o melhor caminho é aquele conselho que sempre dou: use o calçado antes, faça com que ele vá se “moldando” ao seu pé, isso inclusive vai te facilitar perceber se há algum cantinho onde ele dê uma leve beliscadinha e assim, você poderá se precaver com antecipação.

saptPicMonkey Image

Muitos modelos modelos que recebem algum tipo de tingimento ou acabamento especial, como os de verniz tendem a ser mais rígidos e inevitavelmente, facilitar a formação de bolhas  por conta do atrito do movimento dos pés dentro do calçado. Mas, isso independe do modelo seja sapatilha ou scarpin. Por isso, a mensagem que fica é: experimente, ande, caminhe e descubra previamente algum eventual problema.

A grande vantagem das sapatilhas é o fato de não possuir salto, portanto será um calçado que não irá te cansar tão rapidamente, e assim vai facilitar a sua vida no momento da festa, fazendo com que você possa aproveitar ao máximo.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Peep Toe

Semana passada falei sobre as sandálias, hoje falaremos ainda de calçados abertos, mas desta vez sobre os peep toes. Este é um tipo de calçado que se caracteriza tradicionalmente por possuir o cabedal em uma única peça, com uma pequena abertura frontal, deixando apenas 2 ou 3 dedos do pé aparentes. Atualmente existem várias modelagens, com cabedal mais recortado e design um pouco mais sofisticado, no entanto o peep toe não perde sua característica essencial que é ter poucos dedos à mostra, sendo uma espécie de derivação do scarpin, porém aberto.

monoivasPicMonkey Collage

Depois desta breve explicação de modelagens e peculiaridades sobre o peep toe, vale levar em conta todas aquelas informações, como estilo, hábitos, segurança e conforto para escolher o calçado de acordo com as suas necessidades, para poder aproveitar ao máximo o momento.

peepemodelosPicMonkey Collage

O peep toe pode ser uma boa pedida para noivas que desejem casar de salto, mas não querem algo muito alto, isso porque em sua modelagem original o salto é do tipo cone o que traz razoável conforto, segurança e adiciona um charme meio retrô.

Por outro lado, para quem quer algo mais moderno há modelos com salto fino e mais alto, com recortes laterais. Uma boa sugestão são aqueles modelos amalfi, ou seja, com uma mini meia pata, isso trará maior estabilidade e te cansará menos, pois há uma compensação, tornando o salto alto, menos alto.

No que se refere à acabamentos, modelos lisos forrados em tecidos nobres trazem à tona uma sofisticação mais sóbria, ou para quem gosta de algo mais exuberante podem optar por modelos com bordados de pedrarias, laços vistosos ou até mesmo os calçados coloridos que fazem uma feliz contraposição com todo o vestido branco.

Porém, como sempre, é importante ver se a modelagem tão desejada é a mais adequada para você. Ou seja, decidiu que vai casar de peep toe e pronto? Ok! Mas, lembre-se: terá que ficar longas horas em pé, portanto se for muito alto o salto, poderá se cansar com mais rapidez. Procure observar também, como normalmente seu pé se comporta com os dedos aparentes, pois muitos modelos de peep toe possuem a parte frontal um pouco mais baixa do que um scarpin por exemplo, isso para oferecer maior aderência do calçado ao caminhar, mas muitas vezes esse atrito pode causar bolhas. Então, procure usar o peep toe antes para se certificar que no dia não irá te provocar lesões.

E… para concluir aquela dica valiosa de sempre: experimente o calçado várias vezes antes, use-o para que seu pé vá “moldando” o calçado até o dia do casamento, assim você poderá descobrir inclusive onde é possível que ele machuque ou incomode, vá treinando para saber se o salto é adequado ao que você precisa, se esta de acordo com seus hábitos e acima de tudo combina com o seu estilo, tem tudo a ver com você e é aquilo mesmo que desejava.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Sandália

Você escolheu por uma sandália para se casar? Antes pensou em tudo que já comentei aqui, fazendo todas as considerações sobre este tipo de calçado? E concluiu que; sim é de fato esta opção que você quer. Então, vamos ao que interessa, ideias e inspirações sobre este modelo.

No que se refere as principais características deste tipo de sapato, não há muito o que falar, porque é um modelo super popular entre a mulherada. Trata-se de um calçado aberto, deixando boa parte dos pés aparentes. No entanto, o que diferencia umas das outras são as variadas modelagens de sandália e é neste quesito que podem ocorrer problemas.

2sandaliasPicMonkey Collage

 

Considerando os seus hábitos e estilo você sabe o que realmente funciona com você quando o assunto são as sandálias, mas algumas dicas são importantes para as noivas. Isso porque, muitas vezes, no afã de escolher uma sandália de salto, não é qualquer uma que te trará conforto e segurança.

1sandaliasPicMonkey Collage

Por isso, pense que modelagens mais robustas vão facilitar sua vida, observe as sandálias que tem uma gáspea (parte frontal) que envolve mais o pé, como aquelas que possuem uma tira central, que formam um “T”. Já quanto à altura, pense naquilo que você estiver acostumada a usar, mas de modo geral saltos médio tanto em altura quanto espessura são boas pedidas. E lembre-se: você irá ficar longas horas com o calçado, então analise as características de como o seu pé costuma de comportar normalmente com uma sandália com uma modelagem que você já estiver familiarizada. Isso irá minimizar os riscos de lesões e incômodos.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – D’orsay

Nesta série sobre calçados para casamento já conversamos sobre vários assuntos (cerimônia, estilo, hábitos e segurança e conforto) que são super importantes de serem pensados. Mas, principalmente do quanto é oportuno analisar cuidadosamente todos estes pontos fundamentais antes da escolha do modelo em si.

Por isso, depois de você já ter se atentado para estas prévias precauções, estará mais fácil de decidir. Portanto, começarão a surgir as ideias/inspirações de como será o modelo e qual a modelagem de calçado desejado.

Na semana passada falei do scarpin e os cuidados que se deve ter. Hoje destaco outra ideia/inspiração, o modelo d’orsay e suas variação que são relativamente semelhantes. Mas, afinal você sabe o que é modelo d’orsay? Aqui explico detalhadamente!

PicMonkey Collage

O d’orsay carrega o mesmo ar de sofisticação, elegância e classicismo que o scarpin traz à tona. A única diferença entre eles é a modelagem que separa o cabedal em gáspea e traseira (d’orsay clássico), e é aberto nas laterais ou numa outra variação é aberto apenas na parte interna do pé (semi d’orsay).

No entanto, existem muitas outras características que podem variar como; altura dos saltos (alto, baixo ou médio), espessura de salto (fino, grosso, bloco, sabrina, anabela, etc), quanto à gáspea (bico fino, redondo, quadrado, proa de navio etc), alguns modelos incluem ainda meia pata ou amalfi (plataforma mais discreta) e detalhes como metais, fivelas, amarrações (tipo lace up), tornozeleiras etc.

 

dorsay1PicMonkey Collage

Tudo isso que citei acima te mostram as características mais peculiares deste modelo, portanto se você chegou até aqui, você certamente já sabe razoavelmente bem as minúcias deste tipo de calçado.

Analise com precaução, pensando na relação que você terá com ele, ou seja, já que você terá que usá-lo por longas horas vale se atentar como seu pé irá se comportar. Pense se: seu pé normalmente incha muito ou pouco? Caso a resposta seja positiva, escolher modelos com amarrações (lace up) não será a melhor escolha, pois ao longo do  período você terá aquela sensação cortante dos cordões no seu pé e tornozelo. Outra suposição é: se seu pé é magrinho e normalmente calçados de salto começam a sair do seu pé? Desta forma, observe que uma boa opção poderia ser um d’orsay com tornozeleira. Uma outra hipótese é: se dentro daquilo que já faz parte do seus hábitos e estilo, usar calçados de salto como um scarpin, um modelo d’orsay clássico com o peito do pé livre te trará facilidade de se adaptar ao modelo.

Diante de tudo isso que comentei, penso que o mais importante é você se reconhecer no modelo escolhido, se sentir confortável e segura, seja ele qual for. Mas, essencialmente uma coisa que facilita, muito toda essa escolha, é o tipo de salto e cabedal. Porque tudo isso, geralmente está enraizado ao seu dia dia. O que quero dizer com isso? É que quando você, em um momento normal, de compra e escolha de um calçado, você conhece como o seu pé se comporta melhor em um cabedal de bico fino ou bico redondo, por exemplo. E consequentemente, se você se sente mais tranquila e feliz ao usar um salto médio bloco no lugar de um alto e fino. Assim, tudo isso só te trará benefícios e facilidade para você poder aproveitar o momento.