Calçados de Casamento: Oxford – Curadoria Especial

Quer construir um look de noiva com um calçado sem salto, mas cheio de personalidade? Uma boa sugestão é optar pelo modelo oxford, um calçado que possui uma identidade bem própria, de estilo por vezes vintage, outras boyish, mas que que garante mais segurança e conforto ao caminhar se comparado com um calçado de salto.

Naturalmente , que a escolha do calçado de noiva depende de uma série de fatores, como já falei por aqui diversas vezes, pois é fundamental pensar no que mais deseja, no que está habituada a usar em calçados e também naquilo que cabe dentro do seu orçamento. Entretanto, se depois de já ter analisado todos estes pontos e assim, concluir que um modelo oxford é aquilo que mais se adequa com o seu ideal, perfeito, sem problema algum! Você deve sim optar por um calçado sem salto. Além de tudo, o resultado desta produção ficará muito original!

BeFunky-oxford

Dá só uma espiadinha nesta curadoria especial com oxfords que preparei:

Slide1

  1. Modelo de oxford de material sintético branco, com detalhes em broguês (furinhos) ao redor de todo o cabedal e solado laqueado, da Shoestock na Zattini.
  2.  Modelo de oxford de material sintético nude com acabamento envernizado, detalhes em broguês ao redor do cabedal e solado tratorado branco, da Santa Lolla na Zattini.
  3. Modelo de oxford de couro com acabamento specchio na cor cobre e detalhe estanho, cabedal de bico fino e salto com mesmo acabamento, da Dani Cury.
  4.  Modelo de oxford de couro off white, com detalhes em ouro suave, cabedal de bico redondo, solado laqueado e emborrachado, da Tutu Sapatilhas.
  5. Modelo de oxford de material têxtil com acabamento de glitter, cabedal de bico redondo sem cadarços e solado laqueado, da Shoestock na Zattini.

Para muita noivas, talvez à primeira vista pareça estranho esta escolha, pois o oxford é um calçado mais casual, entretanto vale pensar como uma possibilidade de calçado. Pois, de nada adiantaria você apostar num calçado de salto alto, que ao longo da festa irá te deixar desconfortável, ou que seja algo que você não está habituada a usar. Por isso, repito aqui: se na maior parte da sua vida, você está acostumada a usar seja a modelagem de calçado que for, sem salto, porque te traz mais confiança e conforto, não é no dia do seu casamento que você deva se arriscar com um calçado muito diferente da sua rotina, até porque a festa vai durar horas, você vai querer dançar, terá que caminhar até o altar, terá que cumprimentar seus convidador, enfim é indispensável você estar segura. Assim, não se arrisque, vá em busca do que já conhece, ou seja, gosta de oxford? Se joga neste modelo! Prefira modelagens que tenham algo diferenciado, com uma imagem mais sofisticada como cabedal de bico fino, acabamentos que “conversem” com o seu vestido como rendas, modelos em tecido e acamurçados nude. Tudo isso, dará uma imagem super elegante e harmônica.

Aprender com vídeos?

Sempre tive costume de ver vídeos de calçados, nada específico, mas sempre com o principal objetivo de aprender, seja sobre desenho de calçados, desenvolvimento de produtos, modelagem, materiais, enfim tudo sobre sapatos. Pois bem, e já há algum tempo conheci o canal da Aline Antunes; lá ela dá dicas das mais variadas para você ir aprendendo a construir calçados.

Desde o começo deste mês a Aline começou uma série chamada “MEU CALÇADO” e estou acompanhando! Como tudo que ela vai ensinando, vai destacando maneiras muito possíveis de se iniciar uma construção de calçado. Pensando nisso, e com a autorização dela, resolvi falar aqui de como está e vão ser meus resultados.

Por isso, ao longo das próximas semanas, vou mostrar minha evolução, o que eu achei fácil, alguma dificuldade (porque sempre há, né?! E… faz parte!), vou contando tudo bem detalhadinho. Que tal?

Como a ideia é sair da zona de conforto e começar concretamente, resolvi começar com as ferramentas que tenho à mão neste exato momento. No vídeo, Aline fala de outros materiais fundamentais para o momento da montagem do calçado. Tenho alguns, outros ainda preciso providenciar. Mas, como o início é destinado ao desenvolvimento da modelagem, vou começar com o que tenho à mão aqui!

V1

Separei o que tenho que é:

  • Folha sulfite
  • Lápis
  • Tesoura ou estilete
  • Fita crepe
  • Carretilha (que será usada mais para frente)
  • Fôrma de calçado baixo

No presente momento são estes os materiais que tenho à mão, alguns vão ser usados imediatamente, tão logo comece e outros não serão utilizados já. No vídeo a Aline demonstra tudo em uma fôrma de rasterinha, mas acredito que seja super possível começar esta. Vou contanto ao longo do processo, como tudo irá acontecer, ok?!

 

 

 

Slingback modernista

Você alguma vez já observou mais cuidadosamente para o estilo modernista? Explicando rapidamente, trata-se de um movimento que aconteceu em meados de 1920 e que se destacou no Brasil principalmente pela arquitetura de Oscar Niemeyer, dentre tantos outros nomes que se tornaram famosos. Em sua essência a escola caracterizava-se pelo uso de linhas retas, formas geométricas e o uso abundante do concreto aparente.

Mas, por que estou explicando tudo isso, se aqui só falo em calçados? Caro(a) leitor(a) a questão é que isso muitas vezes é usado como forma de inspiração até os dias de hoje por muitos designers, estilistas e profissionais criadores da área da moda.

Assim, sendo a inspiração para compor seu look flat deste domingo é um calçado que tem cada vez mais se tornado queridinho da mulherada; o slingback ganhou popularidade e é sinônimo de autenticidade na produção.

95e8a0e3ad7763ee6813e2f8762a3448slinbgak

Observe como este slingback tem característica bem evidentes do modernismo, como uma forte referência à arquitetura, formas retas limpas e espaçamentos, ou seja, o famoso vão livre.

Na hora de coordenar seu look pense em uma produção com toque artsy, já falei aqui deste estilo e que resultam em propostas bem interessantes e autênticas.

Calçados de Casamento: Open Boot – Curadoria Especial

A open boot traz um toque mais fashionista à produção, inclusive da noiva, pois trata-se de um calçado de design contemporâneo, por isso essa informação mais moderna e que não é unanimidade entre as noivas. Entretanto, é um tipo de calçado que se destaca por  por sair do óbvio, dando assim mais atitude e impacto ao look.

A modelagem da open boot tradicional é um calçado com cabedal fechado, deixando apenas a ponteira aberta com poucos dedos aparentes, de cano baixo/médio, de salto alto.BeFunky-popenboot

Dá só um espiadinha nesta curadoria especial:

Slide1

  1. Open boot branca em material sintético, com plataforma amalfi, de salto alto fino, cabedal de cano médio com ilhós nas laterias, sistema de amarração com cadarços e fechamento de zíper na parte traseira, da Tanara.
  2. Open boot branca com meia pata, de salto alto tipo cone, cabedal de cano médio em couro e aplicações em renda, ilhós nas laterais para sistema de amarração com fita de cetim, da Personal Shoes.
  3. Sandal boot off white, de salto alto grosso, cabedal de cano baixo/médio com costura central em couro, parte traseira aberta e fechamento de zíper nas laterais internas, da Arezzo.
  4. Open boot dourada em material sintético, de salto alto fino, cabedal de cano baixo com costura central e fechamento nas laterais internas de zíper, da Dafiti Shoes.
  5. Open boot dourada em material sintético, de salto alto fino, cabedal de cano baixo, laterais aparentes com efeito macramê e fechamento na parte traseira com zíper, da Shoestock na Zattini.

Caso seu desejo seja optar por uma open boot como o SEU calçado de noiva, buscando sair do óbvio na hora de coordenar sua produção, prefira por acabamentos que destaquem esse toque de sofisticação em materiais como: envernizados, acamurçados, em modelos em tecidos ou rendados, detalhes em pedraria ou cores que revelem essa elegância.

Por outro lado, pense cuidadosamente se existe uma harmonia entre a sua escolha e a sua personalidade, se você está habituada a usar este tipo de calçado, quanto tempo terá que estar calçando, como será o terreno que irá andar e acima de tudo, o quanto este te oferecerá conforto e segurança.

E por último a velha máxima que sempre destaco aqui: trata-se de um calçado novo? Teste antes do dia oficial, ande, caminhe, movimente seus pés, assim você irá “acostumar” seu pé ao calçado e vice versa, descobrindo se existe algum possível lugar que poderá provocar algum incômodo (lesões) e previamente tomar alguns cuidados.

Bota Preta com salto cone

A bota preta é um dos itens indispensáveis para os looks de inverno, não é mesmo?! Mas, que tal apostar numa modelagem diferente? Nesta temporada outono/inverno uma das apostas para as botas são os saltos cone ou também chamado de casquinha de sorvete. Trata-se de um salto que dá um peso maior à produção, mais robusto e justamente por este fato oferece mais estabilidade ao caminhar com o calçado.

As propostas de botas com salto cone nesta estação são muitas, mas hoje vamos nos ater na modelagem de cano baixo e médio.

BeFunky CollageBOTA PRETA SALTO CONE

Dá uma olhada nas inspirações:

Slide1

  1. Bota preta em couro, com cabedal de bico fino, cano curto com elástico nas laterais estilo Chelsea boot e salto cone, da Jorge Bischoff na Zattini.
  2. Bota preta em couro, cabedal de bico fino, cano curto com zíper lateral aparente e salto cone, da Raphaella Booz na Zattini.
  3. Bota preta em couro, cabedal de bico fino, cano médio com detalhe na lateral externa de elástico listrado e salto cone, da Luiza Barcelos na Zattini.
  4. Bota preta em couro, cabedal de bico fino, cano médio e salto cone, da Santa Lolla na Zattini.

A bota preta com salto cone é perfeitas para produções mais informais, facilmente coordenáveis com peças mais despojadas e uma ótima opção parao dia a dia, deixa o look menos careta e mais ousado, destacando mais identidade para quem as usa.

 

Calçados de Casamento: Anabela – Curadoria Especial

Lembra quando falei aqui nesta série sobre modelos de calçados anabela? Caso você não se lembre, rapidamente vou ressaltar que: anabela não é um modelo de calçado, mas sim um tipo de salto.

Atualmente existe uma infinidade de modelos e modelagens de calçados com salto anabela, estes se caracterizam por possuir um salto em formato de cuna, ou seja, visto de lado é uma espécie de triângulo. Em geral trata-se de um tipo de salto de altura média a alta, que oferece maior estabilidade a usuária.

Dar preferência por um calçado, seja o modelo que for, com salto anabela como o SEU sapato de noiva pode ser uma boa escolha, pois oferece mais segurança ao caminhar em terrenos mais irregulares.

oficcial

 

Dá só uma olhada nesta curadoria especial:

Slide1

  1. Sandália com salto anabela, de altura média, gáspea multi tiras com aplicações, parte traseira aberta com tira, amarrações estilo lace up, em material acamurçado na cor bege rosado, da Schutz.
  2. Sandália com salto anabela alto, gáspea com única tira de largura média, parte traseira fechada e fechamento do tipo tornozeleira com fivela, em material sintético com acabamento envernizado em bege, da Santa Lolla na Zattini.
  3. Sandália com salto anabela alto, gáspea com recorte tipo borboleta, deixando apenas alguns dedos aparentes, parte traseira com tira, deixando calcanhar à mostra e fechamento de tira com fivela na parte do peito do pé, em couro com acabamento metalizado, da Schutz.
  4. Peep toe com salto anabela alto, cabedal com gáspea de tiras entrecruzadas, em couro na cor nude, da Cavage.

Modelos com salto anabela são uma boa alternativa para noivas que não querem abrir mão de usar salto no seu casamento, mas que não se sentem tão confiantes com saltos finos, por exemplo. Na hora de comprar um modelo anabela como o SEU calçado de noiva a dica é: observar cuidadosamente o tipo de acabamento, pois é importante você buscar por aqueles mais delicados, que de alguma forma “converse” com o restante da sua produção. Acabamentos acamurçados ou em tecidos tendem a trazer isso mais facilmente, porém há propostas incríveis também em verniz que adicionam este toque mais sofisticado.

E minha última dica é aquela clássica, de sempre: cuidado na hora de escolher um calçado novo. Experimente muito antes do dia “oficial”, faça testes em casa, caminhe com ele, observe como seu pé e o calçado se comportam entre si, veja se irá machucar em alguma parte do seu pé e caso isso ocorra, se prepare antes, tome as devidas precauções para que no dia do seu casamento você se sinta confortável e segura ao usá-lo!

Bota com salto cromado

Nesta temporada outono/inverno as botas se apresentam em uma enorme diversidade,  uma delas são as com cano de curto para médio, de salto grosso e com o diferencial em acabamento cromado o que garante sair do óbvio na hora de coordenar aos look de inverno.

BeFunkyCollage

Dá só uma olhada nas inspirações:

Slide1

  1. Bota de cano médio preta, cabedal de bico arredondado, em tecido strech estilo sock boot e salto médio grosso com acabamento cromado, da Mya Haas.
  2. Bota de cano médio cinza mescla, cabedal de bico fino, em tecido strech estilo sock boot e salto alto grosso com acabamento cromado, da Santa Lolla na Zattini.
  3. Bota de cano curto vermelha, cabedal de bico fino em material sintético e salto médio grosso com acabamento cromado, da Drezzup na Zattini.
  4. Bota de cano curto preta, cabedal de bico redondo em material sintético, detalhe de fivela ajustável no cano e salto médio grosso vazado com acabamento cromado, da Amaro.

O diferencial desta opção de bota é que proporcionam a produção um efeito high tech, adicionando ares modernos, despojado e que impacta com muita personalidade o resultado final do look.

Calçados de Casamento: Salomé- Curadoria Especial

Lembra que há um tempinho atrás falei aqui dos modelos salomé como uma possibilidade para calçados de noivas? Pois bem, este é um tipo de calçado que carrega consigo uma “aura” meio de época, proporcionando um toque bem vintage ao look da noiva.

BeFunky-collage (2)

Em termos de modelagem é um calçado super tradicional, de cabedal semelhante ao scarpin, porém com uma espécie de detalhe em “T” na parte superior do pé, inspirado nos clássicos calçados de dança de salão belle époque.

Dá só uma olhada na curadoria especial:

Slide1

  1. Modelo salomé bege em material envernizado, de salto fino e alto, cabedal de fico arredondado, tira em T e fivela de fechamento no tornozelo, da Schutz.
  2. Modelo salomé de couro, bicolor em tons rosados, de salto médio grosso, cabedal de bico redondo, tira em T com recortes na parte traseira, laterais abertas e fechamento de fivela na parte baixa do tornozelo, da Cavage.
  3. Modelo salomé bicolor em nude e branco, de salto médio grosso, cabedal de bico suavemente fino, tira em T laterais abertas e fechamento de fivela na parte baixa do tornozelo, da Tabita.
  4. Modelo salomé prata, de salto baixo grosso, cabedal de bico redondo e tira em T, com laterais abertas e fechamento de fivela na parte baixa do tornozelo, da Picadilly.

A escolha de um modelo salomé como sendo o SEU  calçado de noiva, destacará a produção com muita personalidade, revelando toda uma preocupação estética mais retrô. Uma vantagem desta modelagem de calçado, eu diria, é que normalmente este se apresenta em saltos mais robustos e de médio para baixos, oferecendo mais conforto e segurança ao caminhar. Assim, os salomés podem ser uma feliz escolha em cerimônias que se realizem em terrenos irregulares, como por exemplo gramados.

Naturalmente, vale aquela máxima que sempre destaco aqui, se este calçado for novo, use-o antes para poder saber onde possivelmente irá machucar e assim, você poderá tomar as devidas precauções. E acima de tudo, ninguém melhor que você conhece onde geralmente os calçados novos causam algum tipo de lesão, portanto a dica é: faça com que ambos (tanto seu pé, quanto o calçado novo) se acostumem um com outro.

 

Slingback V Cut

O slingback é um tipo de calçado que já existe há muito tempo, mas tinha ficado um pouco esquecido por aí, considerado por muita gente como “calçado de vovózinha”. Entretanto, já há algumas temporadas, tem reaparecido e ano passado parece ter caído novamente no gosto da mulherada, naquela versão bem clássica estilo chanel, aberto atrás e fechado na frente, por isso o slingback também é chamado de sapato tipo chanel.

Porém, nesta temporada outono/inverno 2018 o slingback vem em uma nova proposta, todo remodelado, com cabedal diferenciado, menos recortado e decote em “V”.

BeFunkyCollage

Dá uma olhada nas inspirações:

Slide1

  1. Slingback V Cut preto, em couro, de salto alto fino, cabedal de bico fino com decote V, da Schutz.
  2. Slingback V Cut branco, em acabamento envernizado, salto fino baixo tipo kitten heel e cabedal de bico fino com decote V, da Cecconello.
  3. Slingback V Cut em nude rosado, de couro, salto médio grosso revestido e cabedal de bico fino com decote V, da Dumond na Zattini.
  4. Slingback V Cut vermelho red fever, de acabamento nobuck, de salto grosso alto revestido e cabedal de bico fino com decote V, da Arezzo.

 

O slingback V cut é um calçado que sai do óbvio, dando uma identidade mais minimalista às produções do dia a dia, não é aquela modelagem de calçado para momentos mais formais. Pode ser um ótimo artifício para destacar de maneira moderna e fashionista, transformando o look por completo.

Calçados de Casamento: Meia Pata – Curadoria Especial

Os calçados com meia pata são uma ótima opção para noivas que não abrem mão de usar um salto muito alto como o “SEU” sapato de noiva, já meia pata oferece a usuária mais estabilidade e segurança à usuária ao caminhar, pois há uma compensação entre o salto muito alto e a meia pata, diminuindo assim, consideravelmente a altura real do calçado.

A escolha de um modelo de calçado com meia pata precisa ser analisada cuidadosamente, porque exige maior atenção ao caminhar, não é extremamente confortável em terrenos mais irregulares e poderá cansar mais rapidamente a noiva, em relação a outros modelos de calçado. Por isso, caso você decida se casar com um modelo meia pata, tendo em vista todos esses pontos que citei anteriormente e ainda sim, sua resposta for positiva a isto, significa que já está acostumada a usar salto e que esta opção  de sapato transmitirá um pouco da sua personalidade e estilo.

looks

Algumas inspirações:

Slide1

  1. Modelo estilo d’orsay com meia pata aparente, em material sintético branco, com ponteira aberta e aplicação de flor, parte traseira fechada e salto alto fino, da Vizzano na Zattini.
  2. Modelo estilo d’orsay com meia pata embutida, gáspea aberta em cetim branco com aplicações de glitter, parte traseira fechada com tornozeleira removível e salto alto fino, da Laura Prado na Dafiti.
  3. Modelo de sandália estilo salomé com meia pata aparente, gáspea fechada em “T”, de couro com acabamento metalizado, parte traseira assandalhada deixando os pés presos no calçado, mas aparentes, da Carrano na Zattini.
  4. Modelo de sandália com meia pata aparente, em nude rosado, de couro com acabamento em verniz, com tiras que se cruzam no peito do pé para fechamento lateral com fivelas, parte frontal deixando poucos dedos aparentes e parte traseira fechada, da Luiza Barcelos na Zattini.

Que tal, gostou de algum destes modelos? As opções com meia pata de fato, dão mais imponência à produção de noiva, destacam o look por completo. Mas, vale ressaltar que: é imprescindível você ter um certo domínio ao andar de salto, ou seja, se você não estiver habituada a usar, certamente não irá se sentir confiante. Ainda que use com certa frequência modelos com meia pata, faça um “ensaio” com o “SEU” sapato de noiva, antes da data oficial, certifique-se de cada detalhe, observe algum possível lugar que o calçado poderá causar incômodo, tome as precauções necessárias e aos poucos, irá acostumando seu pé no calçado e vice versa.