Ousando no d’orsay

A modelagem d’orsay é um clássico de calçados, especialmente porque revela um toque mais sofisticado e extremamente elegante à produção, sendo desta forma uma ótima opção quando há a necessidade de uma produção mais nobre, como por exemplo casamentos, formaturas e ocasiões afins. Entretanto, com o tempo as marcas tem investido, cada vez mais, em modelagens diferenciadas, trazendo um ar mais moderno e despojado aos d’orsays.

dorsayred

É possível notar este “perfume” mais sofisticado do d’orsay para looks mais casuais, porém este ainda revela uma identidade mais glam, como é o caso deste Manolo Blahnik, na cor vermelha, de salto alto fino, parte traseira fechada, gáspea assimétrica de bico fino em material acamurçado e interferência de couro da mesma cor, fazendo um truque como se estivesse dobrado. O resultado final deste calçado é uma imagem mais moderna, destacando no efeito final da produção um estilo imponente e vibrante.

D’orsay com Tornozeleira

Sabe aquele tipo de produção que tem um toque incomum? Pois bem, essa é a proposta dos modelos d’orsay da estação, trata-se de uma tendência de calçado que revela mais personalidade no resultado final do look.

O d’orsay tradicional caracteriza-se por ser um calçado com parte traseira fechada, gáspea de bico fino e salto alto e fino, geralmente para ocasiões formais. Entretanto, neste outono/inverno o d’orsay se apresenta mais informal, com modelagens que variam de tipo de gáspea de bico; suavemente fino, arredondado ou suavemente quadrado, com salto grosso de altura média a alta, parte traseira fechada e com a adição de uma tornozeleira, o que confere maior segurança ao caminhar e também, uma autenticidade bem particular à produção.

eelmaryjaneblockh

Dá uma olhadinha nas inspirações:

Slide1

  1. D’orsay vermelho de acabamento sintético, com gáspea de bico redondo, parte traseira fechada acompanhada de tornozeleira e salto médio grosso, da Amaro.
  2. D’orsay preto desenvolvido em sintético e com acabamento envernizado, com gáspea de bico fino, parte traseira fechada com tornozeleira e salto baixo grosso, da Drezzup na Zattini.
  3. D’orsay nude com acabamento sintético, gáspea de bico fino, parte traseira fechada com tornozeleira e salto grosso médio, da Shoestock na Zattini.
  4. D’orsay na cor vinho, com acabamento de textura croco, gáspea de bico redondo, parte traseira fechada com tornozeleira e salto grosso médio, da Tabita.

O grande diferencial desta proposta é incrementar o resultado final da sua produção com mais originalidade na hora de coordenar o look. Além disso, é uma ótima opção de calçado para quem precisa usar salto todos os dias, pois oferece mais comodidade pelo fato de ser um salto mais grosso e portanto mais estável, se comparado aos clássicos alto e fino, por exemplo.

Calçados de Casamento: Estilo Minimalista

O estilo minimalista é um tema bastante falado ultimamente como sendo uma tendência nas mais diversas áreas; beleza, arquitetura, design, decoração, estilo de vida e também na moda. Rapidamente explicando: trata-se de um movimento que destaca uma estética atemporal, com pureza de linhas, uso de cores sóbrias, buscando evidenciar apenas o essencial.

Assim como nas áreas citadas acima, acabou virando mais um estilo para as noivas se inspirarem, dentre tantos outros. O diferencial dos vestidos minimalistas é o fato de ter  uma pegada sóbria e limpa, revelando um ar sofisticado e ao mesmo tempo extremamente simples.

bridadressminimalist

Os calçados mais adequados para serem coordenados com os vestidos minimalistas, são aqueles que possuem modelagens simples, sem detalhes e que o resultado final é uma combinação leve e harmônica. Assim, opção interessantes são: scarpins lisos, sem qualquer tipo de ornamentação, ou sandálias clássicas de tira, ou d’orsay (sem tornozeleira) e até para mulheres que preferem um calçado baixo, sapatilhas de bico fino.

Dá uma olhada nesta curadoria:

selectminimal.jpg

  1. Scarpin nude rosado, cabedal de bico fino suave e de salto alto fino, da Uza.
  2. Sandália branca, tira frontal fina, parte traseira fechada, com tornozeleira e salto bloco médio, da Schutz.
  3. D’orsay nude com acabamento envernizado, gáspea de bico fino com mini laço, parte traseira fechada e salto médio fino, da Arezzo.

 

É claro que a escolha do estilo a ser adotado depende de uma série de fatores, como: local da cerimônia, estilo da noiva, hábitos de calçados da noiva, segurança e conforto. Entretanto, o minimalismo pode ser uma inspiração para quem busca uma produção simples e muito elegante.

O acabamento faz a diferença!

Sim! Um detalhe faz totalmente a diferença no resultado final do calçado! E… esse pode ser um ótimo artifício para dar aquela incrementada na sua produção de sábado, prova disso é esta modelagem de d’orsay:

d'orsay

Na essência este tipo de calçado é super clássico, de salto alto fino, com parte traseira fechada, mas aqui há a presença de tornozeleira, o que oferece maior segurança à usuária. Já a gáspea possui um decote que cobre todos os dedos e o diferencial desta modelagem está na panteira; que é aberta, deixando apenas a ponta dos dedos aparentes, revelando um calçado sutilmente sensual, entretanto mantém sempre um toque de elegância, que se complementa com o acabamento em cetim champagne rosado, proporcionando um ar extremamente nobre e feminino. Assim, este d’orsay é um calçado que pode transitar pelas mais diversas ocasiões, desde as mais formais (como casamentos, formaturas e afins) até aquele jantar informal que você quer deixar o look mais sofisticado.

Calçados de Casamento: Meia Pata – Curadoria Especial

Os calçados com meia pata são uma ótima opção para noivas que não abrem mão de usar um salto muito alto como o “SEU” sapato de noiva, já meia pata oferece a usuária mais estabilidade e segurança à usuária ao caminhar, pois há uma compensação entre o salto muito alto e a meia pata, diminuindo assim, consideravelmente a altura real do calçado.

A escolha de um modelo de calçado com meia pata precisa ser analisada cuidadosamente, porque exige maior atenção ao caminhar, não é extremamente confortável em terrenos mais irregulares e poderá cansar mais rapidamente a noiva, em relação a outros modelos de calçado. Por isso, caso você decida se casar com um modelo meia pata, tendo em vista todos esses pontos que citei anteriormente e ainda sim, sua resposta for positiva a isto, significa que já está acostumada a usar salto e que esta opção  de sapato transmitirá um pouco da sua personalidade e estilo.

looks

Algumas inspirações:

Slide1

  1. Modelo estilo d’orsay com meia pata aparente, em material sintético branco, com ponteira aberta e aplicação de flor, parte traseira fechada e salto alto fino, da Vizzano na Zattini.
  2. Modelo estilo d’orsay com meia pata embutida, gáspea aberta em cetim branco com aplicações de glitter, parte traseira fechada com tornozeleira removível e salto alto fino, da Laura Prado na Dafiti.
  3. Modelo de sandália estilo salomé com meia pata aparente, gáspea fechada em “T”, de couro com acabamento metalizado, parte traseira assandalhada deixando os pés presos no calçado, mas aparentes, da Carrano na Zattini.
  4. Modelo de sandália com meia pata aparente, em nude rosado, de couro com acabamento em verniz, com tiras que se cruzam no peito do pé para fechamento lateral com fivelas, parte frontal deixando poucos dedos aparentes e parte traseira fechada, da Luiza Barcelos na Zattini.

Que tal, gostou de algum destes modelos? As opções com meia pata de fato, dão mais imponência à produção de noiva, destacam o look por completo. Mas, vale ressaltar que: é imprescindível você ter um certo domínio ao andar de salto, ou seja, se você não estiver habituada a usar, certamente não irá se sentir confiante. Ainda que use com certa frequência modelos com meia pata, faça um “ensaio” com o “SEU” sapato de noiva, antes da data oficial, certifique-se de cada detalhe, observe algum possível lugar que o calçado poderá causar incômodo, tome as precauções necessárias e aos poucos, irá acostumando seu pé no calçado e vice versa.

Ousadia na modelagem!

Você certamente conhece o d’orsay, não é mesmo?! Caso não esteja ligando o nome ao calçado, faço uma breve explicação: é uma derivação do clássico scarpin, mas que deixa as laterais do pé exposto, sendo fechado na frente e a na parte traseira.

Normalmente, este tipo de calçado é sinônimo de festa, se destaca em uma produção mais glamourosa, isso  porque conversam super bem com vestidos e traduzem esse mood mais sofisticado.

9f918328aee94f3c662a2c3e86c7435b

Entretanto, é possível montar uma produção de sábado moderna e despojada com um d’orsay, ou seja, onde o ambiente/situação não exija um look tão elaborado. A inspiração é esta modelagem diferenciada, com design que sai do convencional e ganha novos recortes, trazendo referências do slipper, por conta da pala mais alta.

 

 

Red Fever com Personalidade

Você já deve ter notado por aí que; se tem uma cor bombando é o vermelho, não é mesmo?! E…sim, você está certa! Mais especificamente, um tom de vermelho bem aberto, chamado de Red Fever, trata-se de um tom quente, bem passional.

Hoje é sábado, é aquele momento que você quer apostar numa produção com mais personalidade, mas não sabe bem como? Então, vem comigo e leia este post até o final!

b3a100fa14269d5cda8e4172e507c57d

A sugestão/inspiração de hoje é uma mistura de uma modelagem clássica de calçado, ou seja o d’orsay (este modelo derivado do scarpin, fechado na frente, aberto nas laterais e fechado na parte traseira) oferece um toque mais glam ao look, que com o acréscimo de detalhes de metais e o efeito impactante do red fever fazem toda a diferença, ressaltando ainda mais a produção

Mesmo que você opte por um look mais “calmo”, sem muitos outros artifícios, ou prefira que as outras pelas sejam mais clean, saiba que optar por este tipo de calçado, automaticamente estará sendo criado uma identidade própria neste look, de forma charmosa e moderninha.

Calçados de Casamento: D’orsay – Curadoria Especial

Depois do scarpin e da sandália, talvez o calçado mais clássico que existe seja o d’orsay. Muita gente acaba confundindo e denominando também de scarpin, entretanto sua principal diferença está na modelagem, que separa gáspea de parte traseira, fazendo com que o calçado seja composto por duas peças, em alguns modelos há a presença de uma tornozeleira ou alguma delicada amarração. Mas, saiba que existe também o semi d’orsay que possui apenas uma das laterais aberta.

Slide1

Pensando nas noivas que buscam uma opção prática e mais acessível, fiz uma curadoria especial com alguns modelos de d’orsay, vem ver:

Slide2

  1. D’orsay clássico dourado, de material sintético e acabamento envernizado, gáspea de fico fino, parte traseira fechada e salto médio fino, da Drezzup na Zattini.
  2. Semi d’orsay nude de couro, cabedal de bico fino em peça única com lateral interna aberta, de salto alto fino, da Santa Lolla na Zattini.
  3. D’orsay dourado rosado, de couro com acabamento acamurçado, gáspea de bico fino com aplicação de pedrarias, parte traseira fechada com tornozeleira e salto tipo kitten heel, da Shoestock na Zattini.
  4. D’orsay vermelho, de couro com acabamento nobuck, gáspea amendoada com recortes ondulados no decote, parte traseira fechada com tornozeleira e salto médio grosso, da Capodarte na Zattini.
  5. D’orsay clássico azul, gáspea de bico fino de acabamento acamurçado, parte traseira fechada com acabamento envernizado e de salto alto fino, da Dumond na Zattini.

Viu só quantas opções interessantes de d’orsay para deixar seu look de noiva ainda mais incrível? Mas, vem cá, vamos conversar mais um pouquinho: é importante destacar que os modelos d’orsay são calçados justos ao pé, por isso quando novos podem provocar algum tipo de lesão nos pés. Esteja atenta a essa possibilidade e previna-se antes do uso “oficial”. Porém, se você tem o pé muito magrinho, saiba que talvez ele saia do pé ao caminhar, assim a melhor coisa é escolher os modelos com tornozeleira, garantindo maior segurança. Outra informação é que pelo fato de ser um calçado de design clássico, os modelos tradicionais, em sua maioria são com saltos fino e alto, portanto pense cuidadosamente no seu desejo e observe se você está habituada a usar este tipo de salto. Por outro lado, eu diria que a maior vantagem do d’orsay é possuir o design clássico, que sai do habitual scarpin, transmitindo assim, um perfume mais sofisticado e original à sua produção de noiva.

Combinação Clássica

Sabe aquele tipo de calçado que dá sempre um ar sofisticado à produção? Pois é, o d’orsay é um sapato que em sua essência é mais luxuoso, perfeito para ocasiões especiais, principalmente se ele for revestido com algum tecido mais nobre.

dorsaydor

Uma produção classy? E por que não? Esta é uma inspiração de look que remete à uma mulher que prioriza looks mais tradicionais, sempre muito femininos e sofisticado. A ideia foi mesclar os elementos mais clássicos das peças de roupas com este d’orsay de design arrojado, que  impõe presença, com pitadas de ousadia e modernidade por conta da mistura do preto e dourado do calçado.

Dourado sofisticado

Às vezes, na hora de montar a produção, a gente se encontra em um certo dilema entre coordenar peças, o desejo de ser discreto, mas também apresentar um look imponente, não é mesmo?

BeFunky Collage

Uma ideia é apostar no equilíbrio de informações, ou seja, se o vestido (por exemplo) já é mais marcante, opte por um calçado como este d’orsay dourado texturizado, que se destaca por ser de modelagem mais clássica e sofisticada. Assim o look resultará harmônico e moderno!