A PRESENÇA DE EMPRÉSTIMOS DA LÍNGUA INGLESA NA REVISTA BRASILEIRA GLAMOUR

Hoje a dica de leitura é um pouco diferente, não é exatamente um livro, mas sim um artigo científico, apresentado no 11º Colóquio de Moda, em Curitiba ano passado, 2015.

 

O título é ” A PRESENÇA DE EMPRÉSTIMOS DA LÍNGUA INGLESA NA REVISTA BRASILEIRA GLAMOUR“, o artigo destaca o quanto esse anglicismo é utilizado pela revista e então, é desenvolvido toda uma argumentação sobre o tema, de modo bastante interessante.
Clica aqui pra ler na íntegra.
Mas, o mais interessante de se analisar é o quanto todos esses termos são utilizados no mundo da moda, inclusive em calçados, que muitas vezes não se encontra um termo em português equivalente, já em outros momentos percebe-se a existência de um sinônimo em português, entretanto por questões subjetivas e até de marketing sobre o produto, acaba se tornando muito mais relevante o uso do termo em inglês.
Sei que este é um assunto polêmico, que gera uma série de discussões, mas vale a leitura e a reflexão sobre o valor simbólico destes termos dentro da análise de uma coleção de calçados por exemplo.

1 ANO DE BLOG!

Hoje é dia de comemorar!

Há exatamente um ano atrás este blog ganhava seu primeiro post, fruto de uma vontade enorme que tinha e continuo tendo de conhecer mais e mais sobre calçados. Como em um outro momento já comentei aqui, estudar o assunto é algo que realmente me fascina profundamente.

Sempre gostei de ler, pesquisar, pesquisar mais, conhecer e desvendar o “fantástico mundo dos sapatos”. Quando comecei a escrever o blog já tinha lido alguns/muitos livros, já tinha escrito um artigo sobre o assunto e dominava razoavelmente as nomenclaturas técnicas. Mas, vendo em perspectiva um ano depois, só tenho a dizer que este universo se abriu surpreendentemente! Falou a sapatólatra assumida!
Até o blog tomar forma tinha vontade de falar sobre isso, porém não sabia ao certo como, foram meses pensando em como colocar em prática. Mas, em um certo 21 de julho de 2014, resolvi fazer como fosse possível, de modo intuitivo e disposta a fazer mudanças que posteriormente se fizessem necessárias. E ok, deu certo!
Ainda tateio em muitos caminhos, não sei ao certo quem são as pessoas que visitam aqui, adoro quando recebo comentários, sinal que alguém de fato esta gostando do que apresento. Mas, também vale ressaltar, este é só o começo. Quero chegar cada vez mais até as pessoas, sejam elas estudantes de moda que tem uma tendência mais forte aos calçados, naquelas pessoas que são amantes de um bom calçado, que buscam sugestões deste ou daquele modelos, a marcas que se interessam em descobrir o que estão falando por aí e assim por diante. A meta é: ser feliz, fazendo um trabalho com delicadeza, cuidado e atenção.

Críticas serão sempre bem vindas, para melhorar ainda mais a qualidade do que se propõe.O assunto aqui são calçados, portanto o espectro é gigantesco, difícil de ser contemplado em sua totalidade.Para quem estuda o assunto ou apenas tem o conhecimento do tema como um hobbie, calçado vai muito além do artefato que protege seus pés das agruras do dia a dia, das ruas, do frio, calor, sol ou chuva. Não objetiva estimular ninguém a ter este ou aquele modelo porque é de marca, do designer A ou B, mas sim que amplie o olhar, fazer ver que existe técnica, existe arte, construção ou descontrução, vanguarda e muito mais.O foco é que se difunda conhecimento, que se aprenda que existem artistas, designers, marcas, comuns ou não, famosas, caras, inacessíveis etc. O objetivo é destacar e enxergar de outro modo, além do simples calçar.E depois, você deve estar se perguntando?Novidades irão surgindo, sempre com a intenção de mostrar coisas legais que estão rolando por aí.E por fim? Rumo a mais um ano de novidades e sapatos incríveis!Sempre que quiser escreva e comente, ok?!Para você que leu tudo isso, até o fim!Muito obrigado pela visita sempre!

A Moda da Cabeça aos Pés: O Poder de Persuasão da Publicidade da Marca Havaianas

Você provavelmente já deve ter parado para pensar sobre o poder de persuasão um calçado, não é verdade?
É claro que isso não atinge somente calçados, no intrincado mundo da moda, é também válido para roupas, bolsas, acessórios e muito mais, mas o ponto aqui é o sapatinho nosso de cada dia. Para tanto vale a leitura do artigo A moda da cabeça aos pés: o poder de persuasão da publicidade da marca Havaianas“, apresentado no 9º Colóquio de Moda em 2013.
O trabalho destaca como as Havaianas mudaram seu estilo de publicidade, tornando-se um dos calçados mais desejados mundo afora, transmitindo através de seus comerciais um novo significado de status.

Vale muito a leitura, porque elas são sensação, super democráticas, tem para criançada, desde tiras tradicionais até os Minions do momento, pra mulherada uma infinidade de cores, estampas e tipos de tiras diferentes e para eles não é diferente a diversidade é grande também. O interessante para leitura é perceber os diferentes aspectos que a publicidade mudou, imprimindo uma nova identidade para a marca.

Design, Emoção e o Calçado Feminino: Mulheres que Amam Calçados

Que sapato é um assunto super comentado entre as mulheres não há dúvidas, mulheres tem verdadeira paixão por calçados, sempre querem aquele modelo de lançamento, sempre acham que precisam de mais um.
Indo por este caminho há um trabalho de dissertação de mestrado,chamado “Design, Emoção e o Calçado Feminino: Mulheres que Amam Calçados“, feito pela aluna Marina Toledo Serefin, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, , onde ela desenvolve um trabalho bastante profundo e muito interessante, que analisa todo o foco de atenção para o consumo e o fato “gostar” de calçados.
Ele é super completo, foi feito com base em entrevistas com mulheres de 19 a 44 anos na região de Porto Alegre e específica de vários ângulos, inclusive semântico o fato de calçados serem tão importantes e relevantes na vida destas.

Há uma reflexão interessante pensando que estas mulheres levam em consideração vários itens na hora da escolha/compra como versatilidade, conforto e opinião alheia, estas analisam também se irão ganhar elogios ou não das pessoas mais próximas, simbolismos e fetichismo, já que se trata de algo tão cheio de significados. Além de tudo isso, há uma fundamentação histórica e teórica bem completinha.

Calçados sensuais para mulheres excepcionais: uma reflexão sobre design de calçados para mulheres portadoras de restrições físicas

Um estudo bastante interessante escrito por Mariana R. Roncoletta, intitulado como “Calçados sensuais para mulheres excepcionais: uma reflexão sobre design de calçados para mulheres portadoras de restrições físicas“, destaca todo um contexto de comportamento de consumo. Quando uma mulher vai comprar um calçado, todos os fatores que ela leva em consideração, o quanto este artefacto é importante para elas se sentir sensual, bonita e a dificuldade de encontrar calçados adequados. Pois necessitam de outros valores agregados ao calçado, pouco explorado pelos designers e estilistas de calçados ainda hoje.

Além de abranger um contexto histórico bem legal, processo produtivo, importância do design e  partes de um calçado. Vale muito a pena ler, e entender melhor tudo isso.

Se interessou? Clica aqui .

Modos de Fazer da Fábrica Zeferino, Novo Hamburgo, RS; O Que os Sapatos Não Tem em Comum

Hoje falo aqui sobre um artigo que foi publicado no 10º Colóquio de Moda, é um trabalho que falam sobre as maneiras de produzir um calçado da marca Zeferino.
Todo o trabalho foi feito com base nos dizeres dos artesãos da marca, como os calçados mais vendidos foram produzidos, quais os acertos e erros, o que era para ter sido feito e acabou não dando certo. Uma coisa especialmente, chamou minha atenção, é a importância que estes artesãos dão quando um sapato é muito bem sucedido após ser produzido, quando eles tem uma boa vendagem isso gera uma enorme satisfação. Algo como o calçado estar sendo bem vendido ser fruto do bom trabalho destes trabalhadores, algo que vai muito além do design.

O resumo diz o seguinte:

Este artigo objetiva apresentar como o trabalho e os artefatos são constituídos
na fábrica de calçados Zeferino, Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil.
Para isto, realizamos entrevistas orais e coleta de documentos. A partir das
narrativas dos interlocutores buscamos interpretar os sentidos atribuídos às
negociações cotidianas que ali constituem o trabalho e os artefatos
.

O título é “Modos de Fazer da Fábrica Zeferino, Novo Hamburgo, RS; O Que os Sapatos Não Tem em Comum“, clica aqui pra ler na íntegra. Esta super interessante!

A Comunicação no Produto Conceitual de Moda – Um Estudo de Caso

Você alguma vez já pensou em quanta coisa um simples calçado comunica pra gente? Ok! Sei que falando assim parece meio estranho, mas um sapato não é um simples artefato (linguagem semiótica), que além de proteger os pés  do contato com o chão, ele tem múltiplas funções além disso.
Foi pensando nisso que a artista e designer holandesa Marloes ten Bhömer resolveu desenvolver um trabalho sobre o que determina que um calçado seja conceitual, é todo um trabalho muito interessante.

No Colóquio de Moda de 2014 foi apresentado um artigo científico chamado ” A Comunicação no Produto Conceitual de Moda – Um Estudo de Caso“, em que foi abordado a importância do calçado conceitual, o poder de comunicação dele enquanto obra de arte.

Veja só o resumo:

Partindo do princípio que a moda é uma manifestação social e, portanto capaz
de usar de seu alto poder comunicacional para passar mensagens, este
trabalho que tem como tema a comunicação do calçado conceitual, foi
desenvolvido com o objetivo de analisar semioticamente as criações de uma
designer, compreendendo assim o quê e como o calçado conceitual comunica.

Vem ler é muito legal!

Os calçados de salto alto e a história

Que sapato é coisa séria, isso não é novidade para ninguém!
Acho fascinante ler os vários enfoques de pesquisas e artigos sobre o tema, tem cada coisa que é extremamente útil desde ergonomia até análises mais subjetivos sobre os calçados.
Especialmente o post de hoje é sobre um artigo que foi publicado no 9º Colóquio de Moda – Fortaleza – 2013, o tema é “Uma análise acerca da hegemonia dos sapatos de saltos altos ao longo da história” e é muito interessante.
De modo bem rápido o artigo trata sobre o quanto os sapatos de salto alto são importantes, sob vários aspectos, na vida das mulheres, mesmo sabendo que nem sempre eles são confortáveis, não há mulher que resista a um bom par, isso tudo é resultado do que eles provocam. Na pesquisa esta super bem explicado como elas se sentem poderosas, sexy e em contrapartida fala que nem sempre se sentem femininas, em geral julgam a sapatilha como conquista de feminilidade. Vejam só!!! É pra pensar né?!

O resumo diz:

” O objetivo deste artigo é analisar o fenômeno da supervalorização dos modelos de sapatos altos ao longo da história até os dias de atuais. Para concretização desse objetivo, recorreu-se, à pesquisa bibliográfica e a pesquisa de campo através da aplicação de questionários a estudantes do Curso de Design de Moda da Faculdade Católica do Ceará.

Se interessou? Ficou curiosa?
Dá uma olhada lá nos Anais do Colóquio e leia na integra é muito legal!

Ergonomia: uma preocupação constante

O post de hoje fala sobre a importância da ergonomia e do conforto para o calçado, algo que é super relevante atualmente.
O título é “Ergonomia do calçado: os pés pedem conforto“, trata-se de um artigo feito por alunos de design de moda, é um trabalho excelente que abrange vários pontos sobre o que deve ser pensado no momento de projetar um calçado e sobre as indústrias de calçado que vem se destacando com a forte preocupação em trazer o conforto ao usuário, mas que ao mesmo tempo encontram dificuldades por se tratar de um produto que é fabricado em larga escala, e além de ser um calçado que traga benefícios aos usuários também precisam ser esteticamente atraente.

O resumo do trabalho é:

A evolução do calçado resultou em mudanças até mesmo na sua função, fazendo que ele deixasse de ser apenas um protetor dos pés, recebendo também a função de adorno. Junto a esta evolução e ao desejo pela estética, o surgimento de diversos materiais e junto a eles problemas de saúde passaram a exigir maiores cuidados na hora de produzir e/ou escolher um calçado. E, a partir dessa evolução, sendo as exigências cada vez maiores, surgiram normas técnicas e padrões de qualidade para maior conforto e satisfação do consumidor. Por meio de uma pesquisa bibliográfica exploratória, o presente
artigo relata a importância dos padrões ergonômicos e de conforto associados às principais funções do calçado, desde sua importância como protetor dos pés até suas características estéticas. Partindo desse contexto, analisa a estrutura e as medidas antropométricas do pé, bem como o seu crescimento durante o desenvolvimento humano, tendo variações dimensionais em relação às diferenças físicas e raciais entre os seres humanos. Enfatizando os padrões anteriormente citados, buscou-se rever as tecnologias pertinentes a testes de qualidade e conforto que proporcionam os estudos e análises
técnicas, assim como os materiais utilizados na fabricação dos calçados, que são verdadeiros atributos em relação ao conforto dos pés. Os estudos relatados no artigo proporcionam a percepção dos padrões ergonômicos e de conforto como fontes de criação de um diferencial no mercado da moda calçadista
.

Na Revista Unifebe você encontra o artigo completo, vai lá ler! É super interessante.

O Bambu como alternativa para salto plataforma

O post de hoje é sobre um estudo que apresenta a possibilidade para o desenvolvimento de calçados, uma nova alternativa na geração de subprodutos do calçados, como palmilhas e saltos. Ou seja, seria uma nova alternativa oferecendo ainda mais variedade no mercado, com uma espécie de colado laminado de bambu, uma fibra natural. Destacando toda uma preocupação na geração de sapatos de modo mais sustentável, pensando em um consumo e criação de produto mais consciente.

 

Clique aqui para ler e conferir na íntegra todo esse estudo, é muito interessante.