Sapatilhas Estampadas: Chevron

Ultimamente a estampa Chevron tem se popularizado bastante, porque vem sendo muito usada tanto na moda quanto na decoração (papéis de paredes, louças e têxteis de cama e mesa) e assim, causando uma impressão de algo bastante contemporâneo.

No entanto a estampa Chevron é bastante antiga, há quem diga que foi criada pelos gregos em 1800 a. C. como um símbolo de vitória, já que possui uma padronagem de “Vs” em ziguezague. Mas, foi nos anos de 1950 que esta estampa ganhou maior reconhecimento, tendo sido usada em peças de roupas da marca italiana Missoni.

BeFunkyCollage

O chevron tradicional caracteriza-se por ter uma padronagem preta e branca, com linhas em ziguezague, de cor oposta ao seu fundo, de dimensões iguais, ou seja, linhas grossas ou finas. Porém, atualmente são encontradas ziguezagues em tamanhos diferentes em uma mesma estampa, provocando um efeito ótico de movimento, muitas vezes. Outro destaque importante, é que hoje existem estampas Chevron com uma variedade bem  grande de cores e combinações.

BeFunky Collagemodelos

Assim como nas peças de roupas, as sapatilhas com estampa Chevron destacam o look por conta do seu contraste gráfico entre as cores.

Independente da modelagem que optar para a sapatilha com esta padronagem – podendo ser: bico fino, estilo slipper, tipo chanel, bico redondo, etc – cuide apenas para não provocar um conflito de informações com outras estampas. Mas, em produções mais sóbrias, com um ar mais minimalista e clean, podem resultar em propostas diferenciadas, equilibradas, com informação atualizada de moda e cheia de identidade própria.

E você? Gosta desta estampa?

Já viu os outros posts de sapatilhas estampadas? Poás, Ikat, Camuflado, Vichy, Tartan, Pied de Poule, Argyle, Animal print, Paisley, Liberty e Capulana.

Look mudéjar

Quer ousar na produção de domingo sem abrir mão do conforto? Que tal construir um look super autêntico ousando apenas em um modelo flat?

c06e028758cc2a4da645a4ffe9173236

Este modelo de calçado flat com referências construtivas das ankle boots, com cabedal recortado à laser na parte central do peito do pé, onde é possível identificar o estilo mudéjar, ou seja, influências árabes da arquitetura que com o passar do tempo foi sendo pincelado em recortes à laser em peças de roupas, acessórios e calçados. Assim, modelos como este de calçado podem dar um originalidade toda especial e única ao seu look de domingo.

Amalfi com recorte a laser

Já ouviu falar de modelos de sapatos amalfi? Não? Eu te explico: amalfi nada mais é que uma meia pata mais discreta, trazendo maior conforto e oferece maior equilíbrio para o usuário, ao caminhar com o calçado. Isso porque a amalfi faz o balanço do salto alto e assim, o calçado ficará mais baixo.

bdf317f4997301a8823bd031c15f7dce

Então… que tal usar um modelo de sandália caramelo, com recortes a laser? Sandálias como esta trazem uma informação elegante, que cabe super bem para mulheres que prefiram por produções mais sóbrias, mas ao mesmo tempo despojada, podendo ser coordenado com os mair diversos looks de maneira fácil e equilibrada.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Salomé

Lembra que semana passada falei aqui que o modelo mary jane era uma variante do scarpin? Pois bem o modelo salomé, tema de hoje, também pode ser considerado uma outra variante de modelagem, é uma outra derivação do modelo clássico de scarpin que com o tempo foi evoluindo e ganhando outra nomenclatura. A grande vantagem disso é que podemos ter mais opções de calçados a nossa disposição!

BeFunkyCollage

O salomé se caracteriza por ser um tipo de calçado com uma tira central no peito do pé, esta tira se junta a uma outra, estilo tornozeleira formando um “T” central, por isso é também chamado de “T-bar”. É um calçado com uma identidade anos 20, com um toque retrô. Originalmente possuía cabedal de bico redondo e salto médio grosso do tipo cone. No entanto, com o tempo, a modelagem foi evoluindo e hoje é possível encontrar modelos de bico fino, quadrado, alguns até aberto deixando poucos dedos aparentes, e quanto aos saltos de alturas e espessuras diferentes.

voBeFunky Collage

Gosta deste modelo e quer optar por ele como o seu calçado de noiva? É uma boa opção para noivas que querem dar um estilo de época ao seu look, possui a vantagem de maior segurança, por conta do detalhe em “T” nos pés, garantindo assim, maior fixação dos pés no sapato. Outro atributo positivo é que muito modelos são bordados com delicados canutilhos e pedrarias costuradas sob o modelos, dando um toque sofisticado e elegante aos modelos.

Independente do seu vestido ser longo, portanto pouco visível ou curto deixando aparente o calçado, ele garante muita elegância e um ar clássico ao mesmo tempo, cheio de identidade à sua produção de casamento. Porém, vale pensar também, se o modelo eleito conversa com a sua identidade e seus hábitos.

Mas, lembre-se: este é um calçado como outro qualquer, exige atenção e cuidado no momento da escolha. Então, experimente bastante antes do dia em que usará, faça com que ele vá se moldando ao seu pé, saiba exatamente onde ele poderá te causar algum tipo de incômodo e previna-se! Para que no dia você possa aproveitar ao máximo, sem ter que se desgastar com algum tipo de lesão que poderá te provocar.

 

 

 

Mule de Salto

Entre tanto os modelos que prometem ser forte tendência nesta próxima temporada primavera/verão 2018 um calçado que tem seu lugar garantido são as mules, que se caracterizam por ter calcanhar aberto com salto, que pode variar quanto a altura e com gáspea (parte frontal) normalmente fechada.

Slide1

Dá só uma olhadinha nas inspirações:

Slide21. Mule em veludo preto, cabedal de bico fino em peça única com recorte na parte do peito do pé, tipo pala de mocassim e salto alto grosso, da Cecconello.

2. Mule em nobuck preto, gáspea de bico fino e tira central na parte superior do peito do pé e salto médio fino, da Arezzo.

3. Mule com cabedal de bico fino em peça única branca, debrum prateado na parte superior, com detalhe do tipo biqueira na cor prata e salto alto grosso, forrado em branco com detalhes de zigzag prata na parte interior do salto, da Stéphanie Classic.

4. Mule na cor nude rosado, cabedal de bico fino com recorte na parte central do pé, detalhes de micro ferragens douradas e peroladas ao redor, tira central fina no peito do pé com uma fivela discreta dourada e salto alto fino, da Tabita.

5. Mule de acabamento glitter, cabedal de bico redondo com pala recortada estilo mocassim, detalhes de 2 barbicachos e salto médio grosso, da Carmen Steffens.

As mules são um tipo de calçado que se destacam no resultado final da produção, dando informação de moda, já que promete ser tendência, mas também porque adiciona um toque mais autêntico e cheio de atitude. É relativamente fácil de ser coordenado com peças do dia a dia de primavera/verão, podendo ser mesclado com peças de meia estação e assim tirar proveito desta característica ser um calçado ideal para esta época, já que não é nem quente demais e nem frio demais também. No entanto é um calçado que exige um certo treino para uso, porque pode sair facilmente dos pés, por isso, experimente com bastante atenção quando for comprar, e observe que quanto mais abrigado seu pé ficar dentro do cabedal melhor, isso te garantirá mais segurança e conforto ao caminhar.

Sapatilhas Estampadas: Poás

Você certamente já viu este tipo de estampa, senão pelo nome “técnico” Poás, reconhece pelo popular estampa de bolinhas, um dos tipos mais famosos e clássicos de padronagem.

BeFunky Collagelook

É caracterizada de póas a estampa com padrões de círculos cheios e espaçados, que podem variar de tamanho e cores, de maneira uniforme. Tornou-se popular na década de 1880 quando a dança polca estava em voga, os dançarinos vestiam jaquetas de poás para se destacarem como pertencentes a determinados clubes. A partir daquele momento então, foi sendo mais conhecido e acabou quebrando as barreiras dos clubes e ganhando às ruas, como mais uma opção de estampa para as roupas.

BeFunky Collagemodelos

As sapatilhas de póas dão uma informação clássica e atemporal, independente da modelagem, podendo ser encontrada em bico redondo, bico fino, proa de navio (aquele bico ligeiramente levantado para cima), modelagens tipo mary jane, salomé, etc.

Os modelos com “bolinhas” maiores dão um toque retrô e romântico, mas podem ser coordenados facilmente com qualquer outro tipo de peça, desde o básico calça jeans e camiseta até looks mais glam, por exemplo. O importante é tirar proveito de mais essa opção de sapatilhas para criar uma produção com a sua identidade e estilo.

Anjos em forma de sandália

Os dias tem sido de calor ultimamente, né?! Será uma prévia do que estaria por vir no próximo verão? E nestes dias assim, nada melhor do que uma boa rasteira para aproveitar o dia, não acham?

d42105aec202a77f5b848ae1de6b7cea

Quando você escolhe uma produção, seja ela o clássico calça jeans e camiseta, um shortinho ou um vestido, muitas vezes o calçado fica fadado ao segundo plano. Mas, como sempre falo aqui, uma boa oportunidade é fazer do calçado o diferencial do seu look, dar a sua pitada tendo como ponto focal os pés. Por isso, um modelo de sandália rasteira, como este pode ser o ponto de partida. O detalhe, nada discreto, fica por conta das pedrarias, que produzem um efeito de asas de anjos sob seus pés. Inspire-se!

Sandália nada básica!

Quer um look arrasador para este sábado? Pois bem, uma boa saída é optar por uma sandália de salto alto fino preta, mas não é porque a cor da sandália é neutra que ela precisa ser básica, muito pelo contrário este modelo/inspiração é impactante.

d112777dfb5de52cdabae68cdcec2746

Esta modelagem de sandália possui salto fino alto, o que já naturalmente, deixa o look mais exuberante, o design com recortes nas laterais dá um efeito visual todo especial que sai do comum e provoca algo meio Carrie Bradshaw efect.

Calçados de Casamento: Modelos e Modelagens – Mary Jane

Talvez você esteja se perguntando o que é um calçado mary jane, não é mesmo?! Pois bem, a resposta é simples, é o popular modelo boneca.

O modelo mary jane é uma derivação do design do famoso scarpin, e se caracteriza originalmente por possuir cabedal único de bico redondo, com detalhe de uma tira no peito do pé com fivela de fechamento nas laterais e salto grosso médio.

PicMonkey Collagemodelos

Com o tempo este modelo foi ganhando novas releituras de modelagens, mais modernas e portanto com variações de salto mais fino e alto, meia pata, cabedal com outros tipos de bico (fino, quadrado, por vezes aberto tipo peep toe, etc) e a transferência da tira central para o tornozelo como uma espécie de tornozeleira.

PicMonkey Collage5

Optar pelo mary jane pode ser uma boa pedida para noivas que queiram um scarpin, mas que por terem o pé muito magrinho, tem medo que ele saia do pé ao caminhar. Por isso, tirar proveito deste modelo pode ser a saída, porque possui uma espécie de pulseira que te oferece mais segurança e conforto. Outra vantagem é que normalmente ele possui saltos mais robustos, ou seja, não são tão finos e isso dá mais estabilidade ao caminhar.

Em relação ao vestido é um calçado fácil e prático de se coordenar, podendo ser combinado tanto em modelos mais longos e não possui desvantagens como por exemplo, em alguns modelos de sandálias , assim como em modelos curtos com um estilo retrô, ganham um toque todo especial e cheio de personalidade.

Naturalmente como já falei em outros posts, tudo dependerá do seu estilo para escolher o calçado adequado, o que faz com que você de fato se identifique e se sinta bem. Mas é importante ressaltar que; o mary jane é um calçado “meio termo” para quem deseja um modelo de salto, para alguém que não quer algo muito alto como os tradicionais scarpins ou que não tem hábito de usar salto e por outro lado, não pensa em optar por modelos como sapatilhas, por exemplo.

 

Tamanco de salto grosso

Antes de começar este post vamos esclarecer uma coisinha, ok?! A verdade é; tem muita gente por ai confundindo mule com tamanco. Por isso, acho importante antes de tudo dar uma breve explicação sobre isso. A mule é um calçado com a gáspea – parte frontal do calçado- fechada e parte traseira aberta, tradicionalmente com modelagem de bico fino, salto fino e inspiração Chanel. Já o tamanco se diferencia do modelo anterior por possuir a parte frontal aberta, permitindo com que os dedos fiquem aparentes, semelhante a uma sandália e a parte traseira também é aberta. Explicações devidamente dadas, vamos em frente!

Nesta próxima temporada primavera/verão as mules se destacam em cores marcantes, tira única que cobre boa parte do peito do pé e em salto de médio a alto grosso.

Slide1

Dá uma olhada nas inspirações:

Slide2

  1. Tamanco de salto quadrado, de altura média, com gáspea que cobre parte do peito do pé, deixando 4 dedos aparentes, em camurça na cor vermelha, da Vicenza.
  2.  Tamanco de salto quadrado médio, com gáspea que cobre todo o peito do pé, em camurça azul caneta, deixando 2 dedos aparentes, da Mariotta.
  3. Tamanco em material acamurçado na cor marrom havana, com aplicação de brilhos por toda a parte externa do salto alto grosso, gáspea lisa que cobre todo o peito do pé, deixando 2 dedos aparentes, da Tabita.
  4. Tamanco de salto médio grosso fachetado (que se parece com madeira), solado amadeirado e gáspea com costura central metalizada que cobre todo o peito do pé, deixando poucos dedos aparentes, da Raphaella Booz.

Em tempos em que se fala tanto de minimalismo os tamancos possuem uma construção simples, mas que quando ganham cor impactam ainda mais as produções. Portanto, resultado em uma composição elaborada e simples, ao mesmo tempo.