Sapatilhas Caramelo

Só quem ama sapatilha sabe o quanto são indispensáveis na produção, seja inverno ou verão. E… para isso, investir em peças coringas são uma boa pedida, como é o caso das sapatilhas caramelo.

A cor caramelo possui referências nos tons terrosos, casa bem com vários looks, tanto de épocas mais frias, quanto de épocas de mais calor e assim, esta cor de sapatilha é uma ótima opção.

BeFunkyCollage

  1. Sapatilha caramelo com modelagem tipo salomé, gáspea de bico fino, parte traseira fechada e tornozeleira, da Royalz na Zattini.
  2. Sapatilha caramelo estilo lace up, com amarrações, em couro com acabamento em nobuck e cabedal de bico redondo, da Jorge Alex na Zattini.
  3. Sapatilha caramelo em couro nobuck, de cabedal de bico fino com laço, pendant dourado e detalhes em toda a borda de trabalhado tressê, da Andatti na Zattini.

A vantagem das sapatilhas caramelo é que são possíveis de serem coordenadas tanto com cores frias quanto cores quentes. Principalmente, no verão é mais comum as pessoas terem vontade de montar uma produção com cores mais “vibrantes” como vermelho, amarelo, laranja, pink e verdes mais marcantes e por isso, todas estas resultam em combinações contagiantes junto ao caramelo. Da mesma maneira que, para quem dá preferência por looks mais neutros, as sapatilhas caramelo formam boas parcerias.

Sapatilha Peep toe?

Você provavelmente já ouviu falar do modelo de sapato peep toe, não é mesmo? Trata-se daquele estilo clássico que deixa apenas dois ou três dedos aparentes, mas o modelo tradicional deste calçado é com salto, geralmente de altura média e grosso. Entretanto, há uma variedade bastante grande, que inclui algum baixos, sem salto algum.

Portanto, hoje o assunto são as sapatilhas do tipo peep toe, com modelagem igual ao clássico, mas em uma versão flat que é perfeita para quem ama uma boa sapatilha, mas busca uma versão mais fresquinha dela.

BeFunkyCollage

 

  1. Sapatilha peep toe em  material sintético e acabamento metalizado, da Shoestock na Zattini.
  2. Sapatilha peep toe bege em couro e cabedal recortado à laser, da Bottero na Zattini.
  3. Sapatilha peep toe em cetim nude, de cabedal liso, acabamento de debrum nas bordas e detalhe frontal superior de laçinho, da Raphaella Booz na Zattini.

Muitas pessoas não gostam muito dos modelos de sapatilhas peep toe porque acreditam que “envelhece” o look, já que é um calçado de modelagem mais tradicional e tida como “vovó”. Entretanto, saiba que é um calçado fácil de ser coordenado com outras peças e que traz um estilo imponente ao look e assim como tudo, é apenas uma questão de harmonizar todas as peças.

O interessante desta proposta de sapatilha é que adiciona um perfume mais clássico ao look, se mesclado com outras peças mais modernas, resulta em uma produção moderna, confortável e leve para os dias mais quentes.

Sapatilha Huarache

Quer adicionar um toque mais original aos seus looks? Uma boa pedida é apostar em produções que façam referências a estilos como o hippie, o gipsy ou o boho, e isso é possível ser feito muito além das roupas, ou seja, dê o seu toque de personalidade misturando um calçado como as sapatilhas huaraches.

As sapatilhas huaraches tem uma modelagem simples, com uma pegada mais artesanal, efeito proporcionado pelas das tiras entrelaçadas e trançadas que deixam a produção com uma identidade própria.

Dá só uma olhada nas inspirações de looks e modelos de sapatilhas huaraches:

BeFunkyCollage

  1. Sapatilha huarache caramelo, gáspea fechada e traseira fechada, da Mississipi na Zattini.
  2. Sapatilha huarache dourada, gáspea fechada e parte traseira aberta, da Shoestock na Zattini.
  3. Sapatilha huarache assandalhada, gáspea aberta com tiras de cores que se contrastam e parte traseira fechada, da Dakota na Zattini.

As sapatilhas huaraches são uma boa aposta de calçado para o verão, já que mesclam informações das sandálias rasteiras com uma sapatilha e resultam em produções menos comuns, frescas e confortáveis.

Sapatilha Boho?

Lembra que há algum tempo falei aqui de uma “prima” da sapatilha? Pois é, as alpargatas são um tipo de calçado de construção mais simples e igualmente prático para calçar. Entretanto o que diferencia a sapatilha clássica de uma alpargata é o estilo; enquanto a sapatilha adiciona uma imagem super feminina e glam às produções, já a alpargata revela um perfume mais descontraído e relaxado, ficando super interessante em looks boho, hippie chic e gipsy.

BeFunkyCollage

  1. Alpargata caramelo com vira de corda, gáspea com recortes à laser e ponteira de corda, da Bottero na Zattini.
  2. Alpargata lisa nude em lona com vira e ponteira de corda, da Shoestock na Zattini.
  3. Alpargata preta lisa com vira e ponteira de corda, da Santa Lolla na Zattini.

O grande trunfo das alpargatas é dar personalidade à produção, trazendo mais conforto e frescor para dias de calor. Na hora de coordenar seu look com este tipo de calçado tenha em mente que resultará em algo informal e descompromissado, perfeito para momentos mais relaxados como fim de semana, praia,e passeios ao ar livre; vai bem com vestidos fluídos, looks básicos  como short ou calça jeans e camiseta, blusas ombro a ombro com um perfume ciganinha, etc.

Como usar sapatilhas pretas?

Usar sapatilhas pretas não é nenhum desafio, né?! Entretanto, a ideia aqui é destacar para este calçado tão básico um outro olhar e incrementar o look com outras propostas.

A sapatilha preta é indiscutivelmente um calçado coringa, cai bem com qualquer produção, é prático tanto para calçar quanto para ser coordenado. Na dúvida, se joga na sapatilha preta que sempre é acerto, né!?

Mas, é interessante também se arriscar, experimentar novas opções de modelagens de sapatilhas pretas, para que assim, você possa ter mais repertório de opções e consequentemente, dar maior personalidade aos seus looks.

BeFunkyCollage3final

  1. Sapatilha preta de bico fino com elástico, acabamento envernizado e duas tiras na parte central do peito do pé com fivelas e ilhós dourados, da Vizzano na Zattini.
  2. Sapatilha assandalhada com gáspea de bico fino, tira central com fivela redonda de pedras sintéticas e parte traseira aberta com tira de fechamento e pequena fivela prateada, da Amaro na Zattini.
  3. Sapatilha preta de bico fino, parte traseira fechada estilo gladiador e fechamento traseiro com zíper, da Stella Zac na Zattini.

Que tal? Gostou das opções? Percebeu como é possível dar mais impacto para a sua produção, mesmo com uma sapatilha de uma cor tão clássica e tradicional? O diferencial esta realmente em buscar modelagens de sapatilhas menos comuns, com mais design e personalidade!

Como usar sapatilha branca?

Não faz muito tempo falei aqui a respeito das sandálias brancas, prova de que a cor é uma tendência forte nas mais diversas produções. Mas sei também, que muita gente torce o nariz para calçados brancos, especialmente sapatilhas, porque muitas vezes este tipo de calçado traz uma imagem hospitalar e conservadora ao look.

Entretanto, as sapatilhas brancas podem transformar a produção de uma maneira incrível, saindo da mesmice e para que isso ocorra uma boa dica é começar a pensar nas modelagens, pois serão elas que darão o tom, de acordo com a personalidade.

BeFunkyCollage.jpg

  1. Sapatilha de cabedal branco de bico fino, em material sintético com acabamento envernizado e detalhe de filamento dourado no discreto salto, da Loucos & Santos na Zattini. Neste modelo de calçado há um mood mais minimalista, ainda que todo branco, passa longe uma imagem hospitalar e destaca uma imagem de uma mulher moderna.
  2. Sapatilha bicolor em branco e preto, com cabedal todo branco, bico fino estilo cap toe em preto, detalhe de pequeno laço branco e debrum preto, da Capodarte na Zattini. Esta modelagem é um clássico, que sempre será atual e adiciona um ar sofisticado à produção.
  3. Sapatilha branca de textura croco, pala recortada estilo mocassim, vira e salto em marrom e acabamento envernizado, da Jorge Bischoff na Zattini. Já este modelo com referência do guarda roupa feminino, irá destacar a produção com um resultado original, estilo boyish e cheio de identidade.

O mais importante na hora de escolher uma sapatilha branca é dedicar maior atenção no design, isso significa, dar maior importância para a modelagem do calçado.

A cor branca é por um lado uma cor neutra, que não necessita tanto cuidado na hora de se coordenar com outras peças, pois combina com uma boa variedade de cores. Oferece propostas de looks originais, independente se for inverno (que dará um ar mais leve e menos sisudo), ou no verão com uma imagem mais fresca, assim tudo isso se traduzirá em um look original, com atitude e delicadeza. Por outro lado, é uma cor que requer atenção quanto aos danos, tornando-se muito evidente, pois dependendo do material de que o calçado for feito, qualquer pequeno arranhão aparecerá, portanto esteja atenta a isso e tome as devidas providências ao menor sinal de problemas, para que sua produção não fique prejudicada, com ares de descuidado.

 

Como usar sapatilhas violetas?

A cor violeta não é uma cor muito usada por ai, mas este ano promete bombar, até porque foi eleita pela Pantone como cor do ano de 2018, nomeada de Ultra Violet.

Lembra das aulas de física? Pois bem, a cor violeta é a última cor visível no espectro de luz, se prestarmos atenção à esta cor, é possível notar que o violeta nada mais é que; a combinação de azul e magenta.

Na moda o violeta tende a ser uma cor mais invernal, no entanto não é super vista, por isso, compreende-se a dificuldade de muitas pessoas em investir na cor com outras em um mesmo look. Então falando de sapatilhas é válido destacar a cor como um ponto focal, podendo resultar em produções marcantes em termos de personalidade.

Para começar a misturar peças com sapatilhas violetas, a dica é a mesma que sempre falo, coordene com peças clássicas e de tons neutros, revelando-se assim, um clássico moderno pelo fato de sair do óbvio.

BeFunky Collagelk.jpg

Outra possibilidade de arranjar esta cor no look é pensar no círculo cromático. Ok! Mas, o que isso significa? Há duas possibilidades de você combinar sua produção; a primeira é pensar no círculo com as cores complementares, ou seja, montar sua produção pensando na cor imediatamente oposta ao violeta no círculo cromático, que  é o amarelo puro.

BeFunky Collage

Já nas cores análogas que são as “vizinhas” ao violeta,  o violeta avermelhado e do outro lado é o violeta azulado podem oferecer boas opções de looks. Vale lembrar também que, os sub tons de cada umas destas cores também formam boas combinações, como por exemplo, o lilás, na cartela de tons pastéis.

Vamos ver na prática como isso funciona?

Slide1

  1. Sapatilha violeta, cabedal de bico fino, amarração estilo bow na parte frontal, e um salto baixo com design mais arrojado, da Shoes Inbox na Zattini.
  2.  Sapatilha violeta avermelhada, cabedal de bico redondo e detalhe de babados na parte frontal, da Shoestock na Zattini.

O interessante de mesclar cores de acordo com o círculo cromático, é que geralmente é possível perceber uma produção mais iluminada e com muita originalidade, independente da estação do ano. Por outro lado, mesmo que você não se sinta segura para montar uma produção mais impactante, por conta da mistura das cores do círculo cromático, e assim, prefira peças mais tradicionais e em tons  sóbrios como preto, azul e cinzas, tenha em mente que as possibilidades de sapatilhas violeta dão mais impacto e identidade para o seu look, resultando em uma produção personalizada, porém discreta.

Como usar sapatilha alaranjada?

A possibilidade de coordenar um calçado na cor laranja ao seu look é uma boa opção para quem tem certo receio de se jogar nas cores (azul, vermelho, rosa etc) e parecer muito over. Isso porque o laranja, ainda que traga uma referencia mais quente à produção, destaca também um certo equilíbrio por fazer referências de tons terrosos e adicionar mair identidade à produção.

BeFunkyCollagefinal

E… para começar a ousar nos looks com sapatilhas alaranjadas, o conselho é: comece misturando com peças mais clássicas e de cores sóbrias como: calças jeans, camisas de cores neutras e até com peças da mesma cartela de cores, como os marrons por exemplo.

BeFunky CollageCICR

Outra opção é coordenar as peças de acordo com as cores do círculo cromático, podendo ser por meio das cores complementares ou análogas. Comece pela cor que se complementa ao laranja no círculo, isso quer dizer aquela que é oposta, portanto o ciano. Já no caso da análoga, são aquelas cores vizinhas ao laranja, que são o vermelho e o amarelo alaranjado.

BeFunkyCollageg

  1. Sapatilha alaranjada com design estilo lace up (de amarrações), de cabedal de bico fino e material acamurçado, da Agatha Ties na Zattini.
  2.  Sapatilha alaranjada em material sintético, de cabedal de bico fino, recortes nas laterais do calçado e detalhe de fivela na parte central superior, da Shoestock na Zattini.
  3. Sapatilha alaranjada em material liso, cabedal de bico redondo e com detalhe de pendant na parte central do calçado, da TopGrife Kazar Couro na Zattini.

Assim como todos os modelos sugeridos aqui, as propostas são sempre super equilibradas e é justamente nisso que está o segredo em mesclar as sapatilhas alaranjadas, começando pelo tom clássico do azul denim, passando por peças com tons terrosos e amarelados e que conversam perfeitamente bem com esta proposta de sapatilha, deixando a produção quente, moderna e a última opção é uma peça vermelha que deixa o look super urbano e arrojado.

Como usar sapatilhas rosa?

Sei que tem muita gente por aí que torce o nariz para o cor de rosa, mas há rosas e rosas. Isso significa que é importante você achar um tom de rosa que não deixe sua produção muito infantil, ou ainda que você insista em usar um rosa puxando para algo mais adolescente, mescle com outras peças que tragam um ar mais adulto e equilibrado.

BeFunky CollageLOOKNWUTRO

Para começar a usar sapatilhas rosas se arrisque nas produções com peças básicas e cores sóbrias, ou seja, preto, branco, jeans, camisas, vestidos de modelagens clássicas etc.

Nestes casos tente perceber que a sapatilha rosa é o que dá a identidade para o look, trazendo um toque menos formal, mais feminino, divertido e original. O calçado é o ponto focal da produção, responsável por levantar e tirar do óbvio.

BeFunky CollageCIRC

Outra possibilidade de coordenar a sua produção com uma sapatilha rosa é tirar proveito do que propõe o círculo cromático; assim a cor complementar do rosa (magenta) é o verde. Por isso, misture peças como short, saia, vestidos, camisas e afins com verde e dê o toque final com a sapatilha rosa. Já as cores análogas, aquelas “vizinhas” ao rosa, que são o vermelho e o violeta, resultarão em um look mais arrojado e com atitude, um exemplo disso é uma proposta de color block.

Slide1cclook

  1. Sapatilha rosa em 2 tons, com gáspea recortada de bico fino, parte traseira com tornozeleira de fechamento e com as laterais abertas estilo modelo d’orsay, da Shoestock na Zattini.
  2. Sapatilha rosa com cabedal de bico redondo, ponteira estilo cap toe da mesma cor, em matelassê, acabamento de verniz e detalhe de laçinho, da Loucos e Santos na Zattini.
  3. Sapatilha rosa com cabedal de bico fino, pala recortada tipo slipper, com bordados em motivos florais, acabamento de verniz e detalhe dourado no salto, da Zariff na Zattini.

Independente da estação que seja, inverno ou verão, na hora de coordenar a sua produção misturando cores do círculo cromático, ou até mesmo, outras que você se sinta segura para mesclar, o interessante é criar um look autêntico e único, ou seja, aquele que tem a sua cara.

Como usar sapatilhas verdes?

Ultimamente temos falado bastante por aqui de como combinar sapatilha coloridas, né?! Misturar e coordenar as cores de acordo com o círculo cromático, mas isso não significa que você não possa misturar outras cores e fazer suas próprias criações. Muito pelo contrário, a ideia é você ir, com o tempo, criando experiência no assunto e adquirindo cada vez mais, a sua identidade na hora de montar a produção.

Por outro lado, sei que tem gente que ama cor, que acredita (e eu concordo!), que a cor acrescenta mais energia e vida à produção. Porém, sente dificuldade na hora de montar looks com cores. Por isso, hoje estou aqui para ajudar a dar ideias de como coordenar seu look com sapatilhas verdes.

BeFunky Collage

A primeira dica é a de sempre; comece a usar o verde com outras cores neutras como o cinza, o preto, o branco, bege, azul marinho e com peças coringas como calças jeans.

BeFunky CollageCIRC

Para quem estiver começando a se aventurar a misturar cores nas suas produções, pense no círculo cromático como uma ferramente para usar a seu favor. Então, inicie pelas cores complementares, ou seja, o verde possui como cor complementar o magenta (ou pink) e assim, mescle as peças da sua produção. Imagine que você esta usando uma calça jeans de lavagem azul escura, uma camisa magenta e nos pés uma sapatilha verde. Portanto, combinação mais que perfeita!

Outra possibilidade são as cores análogas, que significam as cores que são vizinhas ao verde, portanto o amarelo e o verde escuro. Assim, em um único look você poderá encher de energia e vivacidade a composição. Pense que você já tem escolhido uma sapatilha verde, arrisque-se com um vestido amarelo e um cardigã verde escuro. E o resultado? Será uma produção bem girlie e super solar.

BeFunkyCollage3

  1. Sapatilha slingback verde, de bico fino e em material acamurçado, da Luiza Barcelos na Zattini.
  2. Sapatilha verde, de cabedal de bico redondo, em material acamurçado e detalhe frontal de elo com ferragem, da Shoestock na Zattini.
  3. Sapatilha verde em material sintético, de cabedal liso e de bico fino, da Pietra Fernandes na Zattini.

 

O verde é uma cor que adiciona um ponto focal na produção, mas que ao mesmo tempo é mais discreta se comparada com o vermelho ou amarelo. E por isso, torna-se perfeita para você começar a se arriscar na hora de montar looks mais coloridos.

Vá experimentando aos poucos a usar sapatilhas coloridas e com o tempo, você irá descobrir aquela que mais te favorece, que mais gosta e que você se sente mais iluminada. A vantagem das sapatilhas coloridas é que elas criam mais originalidade, dão impacto e trazem mais alegria aos looks. Experimente!