Ankle boot azul

Ultimamente o tema “bota” tem sido bastante explorado por aqui, não é mesmo?! E… sim, eu sei disso! O que acontece é que conforme o outono vem dando as caras, os dias vão sendo mais frios e assim, nada mais adequado que uma boa bota. Isso porque, é um calçado versátil, que abriga muito bem nossos pés nesta época do ano.

Assim sendo, o fim de semana chegou e… sábado é dia de dar aquela incrementada no look. Por isso, que tal tirar proveito de um modelo de ankle boot?

gvble

As ankle boot são uma forte tendência nesta temporada outono/inverno nas mais diversas modelagens. A inspiração de hoje é este modelo em azul serenity, com cabedal de bico fino, salto alto fino e a aplicação de metais perolados na parte traseira, dando mais identidade e deixando a produção sensual e super feminina.

Na hora de coordenar a produção pense em calças tipo skinning com a barra mais curta, ou dobrada, pois o grande trunfo do calçado esta na parte posterior, que deve ser exposta.

 

 

Calçados de Casamento: Espadrille – Curadoria Especial

A espadrille é um tipo de calçado mais informal perfeito para aquelas noivas que vão fazer a festa e cerimônia em um local mais aberto, com terrenos mais irregulares como praia ou campo, por exemplo.

Naturalmente que; tudo depende do desejo e personalidade da noiva, ou seja, se você vai casar no campo, mas sonha em ir de scarpin, vá! É a sua escolha e você está ciente disso, com todas as vantagens e desvantagens!

Mas, vamos falar especialmente das espadrilles? Trata-se de um calçado que possui solado e salto em peça única, em formato de cunha e com acabamento de corda. Já na parte frontal, a gáspea costuma ser fechada e a parte traseira pode variar; sendo aberta com amarrações estilo lace up, ou fechada com fechamento estilo tornozeleira ou então, tira com fivela.

BeFunkyCollageespadrillelook

Dá uma olhada nas inspirações:

Slide1

  1. Espadrille branca, solado de corda, gáspea rendada e fechamento tipo tornozeleira com fivela, da Sensuale na Passarela.
  2. Espadrille em nude rosado, solado de corda, gáspea em cetim com biqueira de corda e aplicação de ilhós no centro superior, parte traseira fechada com aplicações de ilhós na laterais por onde passa a fita para amarração tipo lace up, da Bebecê na Passarela.
  3. Espadrille com gáspea bege em material acamurçado com ponteira de corda, solado de corda, parte traseira aberta com fechamento de tira e fivela, da Santa Lolla na Zattini.
  4. Espadrille com gáspea na cor ouro, em material sintético com acabamento metalizado e ponteira de corda, solado de corda, parte traseira aberta em material têxtil e tira de fechamento com fivela, da Jorge Alex na Zattini.

 

O grande trunfo das espadrilles é que trazem aos looks de noivas uma imagem mais desconstruída, com referências dos estilos boho e gipsy, menos glamourosa, porém super feminina e autêntica.

É um calçado que oferece mais estabilidade ao caminhar, se comparado a saltos muito altos. Mas, lembre-se da velha máxima que sempre cito aqui: se for um calçado novo, comprado exclusivamente para ser o “SEU” sapato de noiva, use-o antes da data oficial, assim você poderá saber se este realmente é seguro, se é exatamente como sonhou, se provoca algum tipo de incômodo em alguma parte do seu pé e deste modo, poderá tomar as devidas providências, caso sejam necessárias, antes do dia do casamento.

Botinhas estilo Coachella – 2ª Edição

Ano passado já tinha feito um post com o mesmo título (eu sei!), falando das botinhas que sempre dão muita identidade aos looks vistos durante este festival, em que a moda é tão importante quanto a música. Por isso, este ano tem a sequência!

BeFunkyCollage2

As produções observadas no Coachella sempre tem uma mistura estilos desde o chapéu, passando pelas peças de roupas até os calçados, tudo isso com pitadas fortemente reconhecidas de boho; por conta das franjas, gipsy com correntes e algo meio western com a presença de fivelas. Entretanto, a grande protagonista destes looks são as botinhas, em geral de cano curto, mas com detalhes que fazem a diferença.

Dá uma olhadinha nas inspirações:

Slide1

  1. Bota preta de couro, de cano curto, com salto grosso e baixo, cabedal de bico redondo e 3 tiras com ponteiras e fivelas prateadas, da Cravo e Canela na Zattini.
  2. Bota cinza em material acamurçado, de cano curto, de salto grosso e baixo, cabedal de bico arredondado com desenhos em hotfix e 3 tiras com fivelas prateadas, da Luiza Barcelos na Zattini.
  3. Bota de couro na cor caramelo escuro, de salto médio grosso, cabedal de bico arredondado, de cano curto dobrado com detalhe de tiras, como se fosse um cinto que passa várias vezes ao redor do cano, com amarrações, hotfix e fivela, da Raphaella Booz na Zattini.
  4. Bota marrom claro, de camurça, de salto médio grosso, cabedal de bico redondo com ponteira desgastada, dando um efeito diferente de coloração, de cano curto e detalhes de 3 tiras desencontradas com fivelas e passantes em ouro velho, da Dumond na Zattini.

Todos este modelos de botinhas são fáceis de serem coordenados em propostas de looks à la Coachella, como não possuem saltos muito altos são confortáveis, práticos em momentos mais despojados e que destacam a produção com muita personalidade e presença.

 

O clássico Branco e Preto

Que a mistura das cores branco e preto nos looks é um clássico da moda não há dúvida, né?! É um artifício na hora de compor a produção que sempre resulta em propostas interessantes, sóbrias e elegantes.

BeFunkyCollagelook

Mas, além desta mescla ser usada nas peças de roupas uma outra ideia é tirar proveito através sapatilhas bicolores, em suas diferentes modelagens, dando mais personalidade e um toque mais moderno.

Algumas inspirações:

Slide1

  1. Sapatilha bicolor estilo slingback, gáspea branca com biqueira preta envernizada e de ponta quadrada, da Arezzo.
  2. Sapatilha bicolor em couro, cabedal todo branco com biqueira redonda preta, detalhe frontal de tira preta com botão e acabamento em vira preto, da Capodarte na Zattini.
  3. Sapatilha estilo slipper bicolor em couro texturizado tipo croco, cabedal todo branco com pala recortada, acabamento em vira e barbicacho azuis, da Shoestock.

O grande diferencial dos calçados baixos bicolores, como é o caso das sapatilhas, é que tiram do óbvio a produção, em algumas modelagem (mocassins e slippers) trazem algumas referências do guarda roupa masculino, em outros casos (nas modelagens mais tradicionais; bico fino e bico redondo, por exemplo) dão mais personalidade ao look, deixando feminino e moderno.

Loafer Kilt

Sabe aquele modelo clássico de loafer com um detalhe franjado na pala? Que tal trazer essas informações para compor o look de domingo?

11c6a8ea49d940792ca07c688cbdb93a

Inspire-se! Aqui a ideia é um sapato que sai do óbvio, deixando a produção com uma identidade mais original, destacando aquelas informações do loafer masculino em um híbrido de oxford com mocassim feminino.

Ideias para coordenar a produção? Opções estilo romântico como vestido estampado liberty, um look vibe Coachella short jeans e camisa/blusa boho, o tradicional e minimal calça jeans e camiseta… e tudo isso resultará em propostas mais autênticas.

Ousadia na modelagem!

Você certamente conhece o d’orsay, não é mesmo?! Caso não esteja ligando o nome ao calçado, faço uma breve explicação: é uma derivação do clássico scarpin, mas que deixa as laterais do pé exposto, sendo fechado na frente e a na parte traseira.

Normalmente, este tipo de calçado é sinônimo de festa, se destaca em uma produção mais glamourosa, isso  porque conversam super bem com vestidos e traduzem esse mood mais sofisticado.

9f918328aee94f3c662a2c3e86c7435b

Entretanto, é possível montar uma produção de sábado moderna e despojada com um d’orsay, ou seja, onde o ambiente/situação não exija um look tão elaborado. A inspiração é esta modelagem diferenciada, com design que sai do convencional e ganha novos recortes, trazendo referências do slipper, por conta da pala mais alta.

 

 

Calçados de Casamento: Sandália – Curadoria Especial

Você já bateu o martelo: decidiu que vai se casar com uma sandália! Pois bem, nessas alturas você já deve ter pensando cuidadosamente no assunto; analisou todos os prós e contras desta escolha, sabe como será o local da cerimônia, seus hábitos em relação aos calçados e o seu estilo. Mas, acima de tudo, você deve ter em mente que a sandália oferecerá conforto e segurança ao caminhar, além de harmonizar com a sua personalidade.

Algumas dicas que podem te ajudar para escolher a sandália perfeita são:

  • Escolha por saltos de altura média.
  • Prefira por modelagens mais tradicionais, em que a gáspea (parte frontal) “abrigue” mais seus pés/dedos. Sabe aquela velha história dos dedos “vazarem (vide segurança e conforto)” ao caminhar? Sandálias de saltos muito altos e com tira frontal reta e de fina espessura, podem causar este tipo de desconforto.
  • Escolha modelos com parte traseira fechada e que tenham algum tipo de sustentação extra como; tornozeleira removível, tornozeleira fixa ou amarrações seguras que tenham a presença de uma fivela de fechamento (observe as imagens abaixo).

BeFunkyCollage2op

Minha curadoria especial de sandália para noivas:

BeFunky Collage

  1. Sandália off white, em material sintético, salto fino de altura média, gáspea em “U”, deixando apenas alguns dedos à mostra, parte traseira fechada e tornozeleira fixa com fechamento de fivela dourada, da Via Uno na Zattini.
  2. Sandália de couro, em acabamento dourado, salto fino de altura média, gáspea em “U”, parte traseira fechada com tornozeleira removível e fechamento de fivela dourada, da Shoestock na Zattini.
  3. Sandália vermelha, em material sintético com acabamento acamurçado, salto alto grosso, gáspea em “U” abrigando todos os dedos, parte traseira fechada e tornozeleira removível com fechamento de fivela prateada, da Jorge Alex na Zattini.
  4. Sandália prateada, em material sintético, de salto alto fino, gáspea em “U” com aplicações de pedrarias e ligeiramente mais recortada (em relação aos outros modelos), parte traseira fechada, tornozeleira removível e fivela forrada do mesmo acabamento da sandália, da Luiza Barcelos na Zattini.

Ainda que este tipo de sandália seja um clássico, te ofereça mais segurança e conforto, imprevistos podem ocorrer no meio do caminho, como: se seu dedinho é mais “gordinho” e costuma machucar com algumas sandália, avalie esta questão. Para algumas mulheres, sandália com a parte traseira fechada e tornozeleira, podem apertar, causar bolhas e trazer muito desconforto, portanto esteja atenta também a essa possibilidade. Por outro lado saiba que; quem tem pé muito magrinho optar por modelos com tornozeleira é garantia de segurança.

E.. para finalizar o conselho que sempre dou aqui, mas não custa ressaltar, né!? Qualquer modelo de calçado novo poderá causar algum tipo de imprevisto, por isso, faça um “ensaio” com este antes do uso oficial, use em casa, caminhe, preste atenção na relação pé X sapato, como ambos se comportam. Notou algum tipo de possível problema? Seja uma pessoa precavida, proteja seu pé com algum tipo de artifício (protetor de silicone, fitas adesivas, etc). Entenda que ir usando o calçado antes do evento fará com que ele vá se “moldando” ao seu pé e consequentemente, evitará lesões.

Sobre a composição do look? Esta modelagem de sandália tradicional, traz à produção um ar mais clássico, super coordenável com os mais variados estilos de vestidos e acima de tudo te deixará elegante, porque no final das contas o que mais importa é que você se sinta confortável e linda.

 

Bota Branca

Você já notou como a cor branca tem aparecido em calçados ultimamente? Nas últimas coleções primavera/verão, as marcas apresentaram várias versões de sapatos nesta cor, desde scarpins, passando por sapatilhas e naturalmente, muitas sandálias em diversas modelagens. Assim como consequência, na presente temporada outono/inverno o calçado hit da estação, ou seja, as botas, vem com tudo nesta cor!

BeFunkyCollagelook

 

Dá uma olhada nestas inspirações:

Slide1

  1. Bota branca de cano baixo/médio, cabedal de bico fino e salto alto fino, da Arezzo.
  2. Bota branca de cano baixo/médio, cabedal de bico fino e salto alto grosso, da Loucos e Santos na Dafiti.
  3. Bota branca de cano curto, cabedal de bico redondo e salto médio grosso, da Schutz.
  4. Bota branca estilo chelsea, de cano curto, cabedal de bico redondo, solado tratorado preto e elástico preto nas laterais, da Dumond.

Sei que muita gente sente uma enorme dificuldade de usar principalmente botas brancas, já que não é uma cor usual de calçados de inverno, não é das opções mais fáceis de se coordenar com outras peças e, para muita gente, a cor carrega uma forte referência anos 80.

Porém, há um outro lado, é possível construir apenas com a mistura deste calçado uma produção cheia de identidade, por isso tente buscar uma modelagem de bota que você goste, ou seja, se te atrai bota de bico fino e salto alto fino, escolha por essa, mas se sua preferência for por uma modelagem de solado mais pesado e quase sem salto, se arrisque nas estilo chelsea ou coturnos.

Sapatilha Red Fever

Não faz muito tempo apresentei por aqui uma série de sapatilhas coloridas, lembra?! Na ocasião abordei caso a caso, como combinar as cores e em um post em especial destaquei as sapatilhas vermelhas. Pois muito bem, nesta temporada outono/inverno 2018 o vermelho vem como uma tendência forte, sendo chamado de Red Fever, ou seja, trata-se desta vez, de um vermelho em tom alaranjado, bem aberto e marcante.

BeFunkyCollagelook

Vem dar uma espiada nas opções de modelagens:

Slide1

  1. Sapatilha red fever envernizada, cadebal de bico redondo com detalhes de franjas e laço, da Anacapri.
  2. Sapatilha red fever estilo slingback, cabedal de bico fino e parte traseira aberta, da Divalesi.
  3. Sapatilha red fever com design diferenciado, com referências tipo loafer e decote mais alto, da Vicenza.

Uma boa dica se você tem certo receio de pesar a mão na hora de montar a produção, mas deseja acrescentar um toque de modernidade, é se arriscar com pitadas da cor. Isso nada mais é que, tentar adicionar detalhes como: bolsas, brincos, colares, pulseiras, lenços e calçados. Assim, você irá evidenciar informação de moda e ao mesmo tempo, dar mais personalidade aos looks.

Individualidade, por favor?

Ultimamente temos visto por aí uma avalanche de informações que parecem nos levar para uma busca por mais individualidade na moda. É algo como se cada um buscasse pelo seu estilo próprio, sem seguir tantos modismos. Antes de seguir em frente, que fique muito claro: esta é a minha maneira de perceber o momento na moda, e não acho que as tendências deixem de ser importantes, ok?! Já há algumas temporadas temos percebido como o design minimalista tem aparecido e isto de certo modo, é uma “tendência, ou seja, uma demostração deste fato!

Por isso, acho que muitas marcas de calçado tem tentado cada vez mais, se reinventar e apresentar modelagens diferenciadas, mais autorais e portanto, com um resultado que à primeira vista são “diferentões”, mas que por outro lado destacam um interesse das pessoas por modelos mais autênticos e originais.

8e4d582cf127d76af07ac998b7a675b4

Este é o caso do modelo da foto acima, com um design super original, de bico quadrado, uma fivela quadrada prata que marca imponência, as amarrações traseiras trazem com referências das fitas das sapatilhas de ponta das bailarinas, a cor suave e tudo isso, produz um efeito particular, que destaca porém de modo discreto.

Inspire-se nestes pensamentos na hora de montar sua produção deste domingo! Independente das peças que escolher montar seu look, saiba que o calçado terá grande peso, já que trata-se de um modelo mais impactante e cheio de identidade.